Moradores de comunidade em Presidente Figueiredo realizam campanha para comprar novo ônibus do transporte rural (ver vídeo)

O transporte rural que atende a comunidade Cristo Rei, em Presidente Figueiredo, foi suspenso recentemente

moradores cristo rei

Foto: Reprodução/Facebook

Os moradores da comunidade Cristo Rei, localizada em Presidente Figueiredo, distante a 119 quilômetros de Manaus, iniciaram uma campanha solidária com o intuito de comprar um novo ônibus para o transporte rural da população, que é precário. O pedido vem depois de inúmeras negativas da prefeita Patrícia Lopes (MDB) em resolver o problema.

De acordo com os moradores, o ônibus custa R$ 45 mil e, atualmente, faltam R$ 20 mil para fazer a compra do veículo. Com isso, foi iniciado uma “Vaquinha Solidária” com intuito de adquirir o coletivo.

Como fazer a doação?

Para ajudar na campanha, é necessário fazer um depósito via Pix ou fazer um depósito bancário na Caixa Econômica Federal, em nome de Amanda Soares Amazonas. (dados no fim da matéria)

O Radar Amazônico vem acompanhando a saga vivida pelos moradores da comunidade Cristo Rei. No último dia 17 de setembro, o único veículo que atendia a comunidade foi recolhido para o parqueamento da Empresa Municipal de Transportes Urbanos (EMTU). Com isso, a população começou a fazer uma série de protestos contra a prefeita Patrícia Lopes e o diretor do órgão, Moisés de Oliveira Barbosa.

Recentemente, o vice-prefeito de Presidente Figueiredo, Anderson Leal (Podemos), autorizou que o transporte rural da comunidade Cristo Rei fosse restabelecido, mas segundo os moradores, o diretor da EMTU, Moisés Barbosa, não cumpriu as ordens.

Veja a manifestação dos moradores contra Moisés Barbosa

Resposta

O Radar Amazônico entrou em contato com a Prefeitura de Presidente Figueiredo cobrando esclarecimento sobre o transporte rural que atende os moradores da comunidade Cristo Rei. Até a publicação desta reportagem não houve retorno.

Presidente Figueiredo na lama

A gestão da prefeita Patrícia Lopes tem causado inúmeros transtornos aos moradores de Presidente Figueiredo. Recentemente, o Radar Amazônico esteve no município e vivenciou as dificuldades enfrentadas pela população como buracos e lama nas ruas da cidade.

Além disso, Presidente Figueiredo possui um lixão a céu aberto que vem degradando o meio ambiente e o hospital da cidade é alvo de denúncias sobre falta de estrutura e medicamentos.

Dados para colaboração da campanha:

Pix
00771683219
Amanda Soares Amazonas

Depósito bancário
Agência: 4575
Conta: 10586-4
Amanda Soares Amazonas