Moradores de Novo Airão relatam ao MPF problemas com obras, saúde e educação

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas chegou ao município de Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus), nesta semana, por meio da 18ª edição do Projeto “MPF na Comunidade”. A intenção é receber as denúncias da população sobre problemas de infraestrutura, saúde, educação e questões indígenas, além de informar sobre a atuação do órgão nesses casos.

Na primeira audiência pública realizada na última segunda-feira (13), os moradores de Novo Airão relataram obras públicas inacabadas, problemas na prestação dos serviços de saúde e educação indígenas, impasses relacionados ao reconhecimento de territórios tradicionais e quilombolas.

Até sexta-feira (17), as equipes de servidores e membros do MPF percorrerão as comunidades rurais de Bom Jesus do Puduari, Aracari, São Pedro, Sobrado, Renascer, Igarapé-Açu, Aturiá, Bacaba e Santo Antônio para conversar com os moradores sobre a prestação de serviços públicos, as condições de funcionamento das escolas e sobre o atendimento em saúde. As escolas públicas, o hospital e as unidades básicas de saúde situadas na sede urbana de Novo Airão também serão inspecionadas.

A programação inclui, ainda, reuniões com quilombolas do Quilombo do Tambor, que atualmente enfrentam impasse para ter seu território reconhecido, com extrativistas do rio Unini, com indígenas do Instituto Maku-Itá e com representantes do Movimento Social Humaniza.

Todas as demandas de interesse federal relatadas durante as reuniões e rodas de conversa, bem como nos atendimentos ao público realizados ao longo da permanência do projeto na cidade, são registradas para dar origem a apurações e possíveis encaminhamentos para buscar uma solução junto aos responsáveis.

A 18ª edição do projeto MPF na Comunidade conta com a participação especial de 17 procuradores da República recém-ingressos em diversos estados, para os quais as atividades fazem parte do processo de formação exigido para vitaliciamento na carreira.

Com informações da assessoria do MPF.