Moradores do São Jorge relatam problemas com segurança para Rebecca

rebeca

Como foi observado em todos os bairros de Manaus percorridos pela coligação “Renovação e Experiência”, a segurança figura entre os principais problemas dos moradores do São Jorge, na zona Centro-Oeste. O problema foi relatado pelos moradores a Rebecca Garcia, candidata ao cargo de vice-governadora na chapa de Eduardo Braga, na manhã desta terça-feira (9).

Uma multidão acompanhou Rebecca Garcia na Rua Humberto de Campos. De casa em casa ela defendeu a candidatura de Eduardo Braga para o governo e de Francisco Praciano para o Senado, numa composição que terá força para dar um novo rumo de desenvolvimento ao Amazonas.

“Segurança!” disse enfático o morador Gleydson Rodrigues ao ser perguntado sobre a principal reivindicação do bairro. “O tráfico daqui está muito forte”, disse. “Aqui o Ronda no Bairro, não serve para nada”, lamentou a comerciante Maria de Nazaré Barreto. Ela também pediu mais acessos à saúde e contou que o posto do bairro não tem remédios e as filas dificultam o agendamento de consultas e exames. “Minhas filhas têm problema de tireoide e não consigo marcar consultas para o tratamento”, denunciou.

PROSAMIM

Rebecca Garcia se disse impressionada com o descaso  com a segurança no bairro, tomando como base a manifestação dos moradores do São Jorge e citou também as reclamações que ouviu sobre a promessa do Prosamim do São Jorge que não foi feito. “O Eduardo Braga deixou tudo encaminhado para que o Prosamim fosse ampliado e dado continuidade, mas não tiveram competência para fazer. Nós queremos a oportunidade para voltar aqui com as obras do Prosamim e com a atenção à segurança”, afirmou Rebecca.

INDÚSTRIA

Após a caminhada no São Jorge, Rebecca Garcia fez uma visita à indústria Tomatec Montadora, que produz equipamentos de som. Rebecca visitou a linha de montagem, o setor de controle de qualidade e almoçou no refeitório com os colaboradores da empresa.

A candidata falou da importância de ter um contato direto com os trabalhadores do Polo Industrial de Manaus. “O político amazonense tem que estar em contato com o principal modelo econômico do nosso Estado, que é o Polo Industrial de Manaus”, salientou.

A deputada ressaltou ainda que a prorrogação da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos já tem alcançado resultado práticos. “A gente percebeu, hoje, aqui na Tomatec, um sintoma imediato da prorrogação de 50 anos. Várias pessoas que estão sentadas aqui nesse refeitório estão em experiência para serem contratadas. Há uma onda de contratação reforçada no Distrito Industrial”, observou.

 

O fato de poder encontrar pessoas de vários bairros de Manaus também chamou a atenção de Rebecca. E as reivindicações recorrentes da população não ficaram de fora. “Você tem uma fotografia precisa de como está Manaus. Tive a oportunidade de falar com pessoas do São Lázaro, do Nova Vitória, do Armando Mendes. E os problemas que a gente ouve em todas as caminhadas acabam surgindo, como a questão da segurança e da saúde”, afirmou.