Moradores se mobilizam em favor da conservação da APP do Conjunto Tocantins

Com intuito de identificar uma atuação conjunta para fortalecer a iniciativa popular de conservação da área de preservação permanente (APP), a equipe da Prefeitura de Manaus esteve nessa terça-feira (24), no conjunto Tocantins, zona Centro-Oeste, para avaliar a situação da área. Os moradores estão mobilizados em favor da conservação das margens ainda preservadas do Igarapé dos Franceses, que corta o residencial.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antônio Nelson de Oliveira Júnior, que coordenou a visita, destacou a importância da participação comunitária na gestão de áreas protegidas municipais. “Esta é uma área que está bem conservada ambientalmente, mas que sofre ameaças constantes, em função de tentativas de ocupação e descarte irregular de resíduos, razão pela qual buscamos incentivar, por orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto, iniciativas da sociedade civil como esta dos moradores do Tocantins”, explicou Antonio Nelson.

A visita atendeu a uma solicitação do Grupo Escoteiro Chapada, que realiza um trabalho socioeducativo envolvendo jovens da área. O presidente do Grupo, Francisco de Paula Luca, fez a entrega do Diploma de Gratidão, conferido pela União dos Escoteiros do Brasil, pelo apoio ao mutirão ecológico, realizado na APP do conjunto, entre os dias 7 e 9/7.

A Semmas apoiou a iniciativa fornecendo mudas de espécies florestais e frutíferas nativas para reforço da vegetação e distribuição aos moradores. O mutirão também contou com a parceria da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp). “Queremos agora otimizar essa atividade de proteção contando com o apoio dos órgãos municipais”, explicou Francisco de Paula Luca.

Segundo ele, o local é bastante utilizado pelos moradores para a prática de caminhada e exercícios. A APP abriga também fauna silvestre e é considerada área de passagem de animais como cotias, capivaras, preguiças, iguanas e alguns tipos de primatas. “Vemos com bons olhos iniciativas como a do grupo de escoteiros porque o poder público não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Eles podem ser os nossos olhos nesta área, que é tão bonita”, afirmou a chefe da Divisão de Áreas Protegidas da Semmas, Socorro Monteiro, que acompanhou a visita.

Segundo ela, novas iniciativas sustentáveis poderão ser desenvolvidas na área a partir da parceria com o grupo. “A ideia é sensibilizar a comunidade com a presença dos escoteiros em atividades socioambientais junto aos moradores, combatendo principalmente o descarte irregular de lixo”, explicou Francisco de Luca.

Com informações da assessoria da Semmas