Mostras da Galeria do Largo são inspirações para arquitetos de Manaus

Foto: Michael Dantas/ Semcom

O espaço cultural Galeria do Largo, localizado no Largo de São Sebastião, Centro de Manaus, recebeu, nesta sexta-feira (13), um grupo formado por 10 arquitetos  em busca de inspiração para seus projetos. A arquiteta Adriana Verão, organizadora da expedição, conta que, durante o período em que esteve em casa neste ano, por conta da pandemia, refletiu sobre os processos que a faziam se inspirar em seus projetos e resolveu conhecer artistas visuais da região como Jair Jaqcmont, Cristovão Coutinho e Jandr Reis.

Com traços de Moacir Andrade, Óscar Ramos, Hahnemann Bacelar, Bernadete Andrade, Roberto Evangelista, Levi Gama, Eraquario, entre outros artistas, a Galeria do Largo conta com uma gama de obras inspiradoras em seus 15 anos de funcionamento, o equipamento cultural, localizado no Largo de São Sebastião, no Centro, contou com 71 exposições em cartaz e 245.799 visitantes.

“A Galeria do Largo representa bem nossa arte e faz pontes especiais. Eu conheço vários lugares e sinto a qualidade na curadoria feita lá, então não tenho dúvida que é um local que deve ser frequentado por quem ama e quer saber mais sobre arte, quem quer colecionar, comprar e conhecer”, comenta a arquiteta.

Economia Criativa  

A visita de profissionais na Galeria do Largo é também uma forma de movimentar a economia criativa em diferentes áreas, desde o artista que produziu a obra até o consumidor final.

“Eu acredito que aproximar os profissionais de interiores da nossa arte e ligar o artista ao consumidor final pode elevar nossa alma e pensamento. Além disso, fazemos contato com nossa realidade. A arte registra o inconsciente coletivo”, explica Adriana.

Para o secretário Marcos Apolo Muniz, a proposta reforça a importância do panorama das artes visuais do Estado que a Galeria do Largo oferece.

“Essa iniciativa é excelente para que os profissionais possam incluir em seus projetos obras dos nossos artistas, de diversas linguagens e estilos. E isso ajuda no fomento da nossa cadeia produtiva”, afirma o titular da pasta de Cultura e Economia Criativa.

Mostras 

A Galeria do Largo oferece ainda as exposições “Mitos da Amazônia – o guaraná e os Muras”, do artista parintinense Levi Gama, com a história das tribos Mawé e Mura; “Os Lambes de Todo Mundo – Festival Internacional de Lambe-Lambe”, de Eraquario; “Miopia – Impressão Manauara”, de Alonso Júnior; “Univercaos”, de Micael Santos, no Espaço Mediações; “NÓX Sintomas e Processos”, com trabalhos de artistas Adroaldo Pereira, Árvores do Asfalto, Bruno Kelly, Casa de Sananga, Darlan Guedes, Dermison Salgado, Fabiano Barros, Helen Rossy, Ítalo Alus, Jorge Liu, Thaizis, Romahs, Roosivelt Pinheiro e Odacy Oliveira, com curadoria de Cristovão Coutinho; além da exposição permanente “Cidade de Santa Anita”, de Mário Ypiranga Monteiro.

Funcionamento 

O espaço funciona das 15h às 20h, de terça-feira a domingo. Não é necessário agendamento, no entanto, as visitas são feitas com grupos de até dez pessoas para atender aos protocolos de segurança em prevenção a Covid-19.

(*) Informações da assessoria