Motoristas bloqueiam acesso a refinaria em protesto contra preço de combustíveis

Foto: Radar Amazônico

Um grupo de motoristas de aplicativo bloqueou o acesso a refinaria da Petrobrás, localizada na estrada do Marapatá, Distrito Industrial, zona Sul, contra os altos preços dos combustíveis em Manaus. O protesto iniciou na noite dessa quarta-feira (12) e se estende até o momento. Simultaneamente um grupo de caminhoneiros também protesta em frente à sede da Assembléia Legislativa do Amazonas (Aleam), na Avenida Mário Ypiranga, zona Centro-Sul.

No último dia 5, o presidente da República Jair Bolsonaro anunciou que zerava os tributos federais sobre combustíveis se os governadores aceitarem zerar o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Os motoristas reclamam que apesar da “proposta”, a gasolina continua com o preço elevado no Estado.

“Todos os dias quando a gente encosta nas bombas de gasolina somos assaltados. É reduzido o preço do combustível na distribuidora, mas pra gente só aumenta. Então, queremos que esse imposto seja retirado ou reduzido de qualquer forma”, afirmou João Rodrigues, líder da Associação de Motoristas de Aplicativo.

Os motoristas também alegam que o preço pago em Manaus não é justo, pois a cidade possui uma distribuidora. Atualmente o valor da gasolina custa em média R$ 4,70 na capital amazonense.

O grupo anunciou, ainda, que o protesto deve se estender até a sede do Governo do Estado, na Avenida Brasil, zona Oeste de Manaus.