Motoristas do ‘amarelinho’ organizam manifestação cobrando Prefeitura de Manaus pelo atraso no pagamento dos passes estudantis

Eles cobram também problemas na contagem do sistema de bilhetagem

 

Foto: Divulgação

Motoristas e cobradores do transporte Alternativo de Manaus, popularmente conhecidos como “amarelinhos”, se reuniram na manhã desta quarta-feira (20) para realizar manifestação cobrando o pagamento atrasado da prefeitura na gratuidade do passe estudantil. O movimento se concentrou na bola do produtor, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus.

A categoria reivindica que o pagamento, onde a prefeitura disponibilizou para os passageiros possuírem gratuidade nos “amarelinhos”, sejam pagos corretamente pela prefeitura. Além disso, a reclamações sobre o processo de contagem de passes no sistema de bilhetagem. Outra demanda levantada durante os protestos foi com relação à redução do diesel.

Segundo Felipe Freire, de 27 anos, motorista do Alternativo, durante os dias de trabalho a contagem da bilhetagem ocorre de maneira irregular pois a capacidade de passageiros que o veículo transporta não condiz com o que é registrado no sistema de bilhetagem. “Vem faltando em cerca de 40 a 50% do vale-transporte por dia”, explica Felipe Freire.

Ainda segundo o motorista, o Sindicato do transporte de passageiros do Amazonas (Sinetram), não responde a demandas enviadas pela categoria.

A Polícia Militar (PM) e agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), estiveram no local da manifestação para controlar o trânsito na região.