MP apura pagamentos suspeitos e contratos irregulares em Santa Isabel do Rio Negro

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) vai apurar a suspeita de pagamentos indevidos feitos a servidores municipais em 2016 e irregularidades no processo de contratação de empresa fornecedora de serviços de internet para o município de Santa Isabel do Rio Negro (a 683 quilômetros de Manaus), no ano de 2017, pelo prefeito Araildo Mendes do Nascimento, o “Careca” (MDB). (veja documento no final da matéria)

De acordo com o promotor de Justiça Cláudio Facundo, no inquérito n° 13/2019 vai ser apurado a procedência da irregularidade dos pagamentos de prestações de serviços e diárias para os servidores no ano de 2016.

Para justificar a instauração do inquérito, Cláudio Facundo considerou a denúncia de pagamentos “suspeitos” bem como pagamentos possivelmente contrários ao ordenamento jurídico a determinados prestadores de serviço, pelo prefeito “Careca”, naquele ano.

Essa não é a primeira vez que “Careca” é investigado por irregularidades em sua gestão. Em 2018, os vereadores de Santa Isabel instauraram uma Comissão Processante para apurar a omissão do prefeito em prestar esclarecimentos sobre infrações políticas e administrativas.

O prefeito foi acusado de não prestar esclarecimentos sobre processos licitatórios e de nomear o próprio irmão como presidente da Comissão de Licitação e como representante do município, em Manaus.

Outra investigação

O MP instaurou, ainda, o inquérito civil n° 14/2019 para apurar a suspeita de irregularidade no processo de contratação de empresa fornecedora de serviços de internet para o município no ano de 2017, também na gestão do prefeito “Careca”.

Segundo o promotor de Justiça, existe a necessidade de realização de maiores investigações para a efetiva resolução do inquérito.

Gastos 

O prefeito de Santa Isabel do Rio Negro não teve dinheiro para arcar com as despesas de energia elétrica da própria prefeitura que já ultrapassam os R$ 2 milhões, mas para gastar com shows artísticos tem de sobra. Tanto que em maio deste ano, Careca gastou mais de R$ 100 mil sem licitação na contratação da cantora Joelma para participar do 20º Festival de quadrilhas interbairros do município, que aconteceu no último dia 5 de julho.

Leia o documento na íntegra 

DiarioOficialMPAM-2019-08-13