MP quer impedir Temer de se candidatar em 2018

temer 03 capa

O promotor José Carlos Bonilha, autor da ação que condenou o peemedebista por doações acima do limite legal na campanha de 2014, enquandrando-o na lei de Ficha Limpa, afirma que o presidente interino é “potencialmente inelegível” nas eleições de 2018, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Ainda segundo o membro do Ministério Público (MP), com a condenação em segunda instância, o órgão pretende impugnar a candidatura do presidente interino. Temer foi condenado a pagar uma multa no valor de R$ 80 mil, o que não exime o político “de ficar inelegível por oito anos”.

Fontes revelaram ao jornal que o governo pretende até alterar a lei para que o presidente possa se tornar candidato nas próximas eleições. Sobre isso, o promotor afirma ver com estranheza a ideia de mudar uma legislação “criada a partir de iniciativa popular com 2 milhões de assinaturas”. Temer, por sua vez, não quer nenhuma manifestação pública sobre o assunto.