MPAM investiga ‘sinais de abandono’ e falta de materiais no Hospital Jofre Cohen, em Parintins

MPAM informa ainda que há outras denúncias sobre falta de médicos especialistas na unidade

Foto: Divulgação

O Hospital Regional Jofre de Matos Cohen, em Parintins (a 369 quilômetros), entrou na mira das investigações do Ministério Público do Amazonas (MPAM) após denúncias envolvendo suposto estado de abandono da unidade, além da falta de insumos. A abertura da investigação foi divulgada no Diário Oficial dessa quarta-feira (27).

As denúncias que foram feitas à 2ª Promotoria de Justiça de Parintins envolviam ainda a falta de médicos especialistas na unidade. Além disso, o hospital estaria sem funcionários de limpeza, materiais e equipamentos, o que estaria causando problemas na rotina do hospital.

A decisão afirma que o órgão pedirá informações da Secretaria Municipal de Saúde, além da direção do Hospital Jofre Cohen, buscando respostas sobre as denúncias realizadas.

Caso se confirme a falta de profissionais e equipamentos, a diretoria do hospital e a Secretaria Municipal de Saúde irão responder por ato de improbidade administrativa.

Melhorias necessárias

Problemas na unidade não são novidades. Em abril de 2020, a Justiça Estadual determinou, por meio de uma liminar, a instalação de 6 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o Hospital Jofre Cohen. Segundo a decisão, ainda, as informações prestadas pelas autoridades municipais (prefeito e gestores dos hospitais), o Hospital Regional Jofre Cohen não possui leito de UTI, espaço apto ao funcionamento ou profissionais habilitados para operar as unidades intensivas.

Decisão Hospital Parintins