MPAM pede à SSP-AM realização de concurso público para resolver falta de policiais no interior

Foto: reprodução SSP-AM

O Ministério Público do Amazonas (MPAM) recomendou que à Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e à Delegacia Geral de Polícia Civil, realize um concurso público no prazo de um ano. A recomendação tem o objetivo de realizar a contratação de delegados, investigadores e escrivães em 25 municípios amazonenses que estão sem policiais suficientes para atender as demandas da população.

“A falta de delegados de polícia, investigadores e escrivães compromete o atendimento nas delegacias e a agilidade das investigações. Há delegacias desprovidas de delegado de polícia, enquanto estes se encontram cedidos, inclusive para outros Estados, exercendo funções outras, em prejuízo ao interesse público local”, ressalta a Promotora de Justiça Marcelle Cristine de Figueiredo Arruda.

A recomendação é parte do Inquérito Civil nº 06.2019.00002565-4, instaurado para apurar a regularidade da cessão de 36 delegados de Polícia Civil do Estado do Amazonas para outros órgãos que funcionam na capital amazonense e em outros estados do Brasil.

Além de delegados lotados na Corregedoria Geral do Sistema de Segurança Pública, a investigação verificou a existência de 39 servidores da Polícia Civil do Amazonas – 13 delegados, 15 investigadores e 11 escrivães – lotados na Corregedoria da SSP-AM, onde tramitavam pouco mais de 300 processos, em razão do volume de serviço nas delegacias da capital e interior.

Os órgãos têm prazo de até 180 dias para fazer o remanejamento de pessoal da Polícia Civil, a fim de garantir efetivo adequado em todas as delegacias do interior do Amazonas.

(*) Com informações da assessoria do MPAM