MPE-AM premiará melhores aplicativos desenvolvidos para o combate à corrupção

O Ministério Público do Estado (MPE-AM) anunciará, nesta segunda-feira (10), os vencedores do I Amazon HackFest com os melhores aplicativos desenvolvidos para o combate à corrupção. Dos 11 projetos selecionados na primeira fase, quatro foram concluídos e já estão disponíveis para avaliação pela Comissão Julgadora do certame. Os aplicativos vencedores serão disponibilizados ao público.

“Consideramos a realização do I Amazon HackFest extremamente positiva não só pela grande repercussão social, mas também pela mobilização social que deve promover. Muitas pessoas presentes à I Feira do Polo Digital de Manaus se referiam ao HackFest como um evento de bastante sucesso e, inclusive, soubemos que a Samsung Ocean, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), adotou a metodologia do HackFest, e isso é motivo de muita alegria para todos nós”, disse o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos, Procurador de Justiça Mauro Veras.

A maratona de programação teve início em outubro, com três dias de atividades abertas ao público e aos inscritos, com o objetivo de estimular a participação social e o combate à corrupção, por meio de aplicativos eletrônicos desenvolvidos especialmente para tal finalidade. Os projetos foram idealizados e desenvolvidos por equipes formadas por estudantes e profissionais de Tecnologia da Informação, além de profissionais de Direito, Administração, Gestão Pública, Design, Contabilidade, Arte/Mídia, etc.

Análise

A Comissão Julgadora, composta por Membros do MP-AM, da UEA, da Samsung Ocean, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e outras, teve até a sexta-feira (7) para analisar as funcionalidades dos aplicativos desenvolvidos. Nesta segunda-feira, no início da Semana de Combate à Corrupção, o MPE-AM vai apresentar e disponibilizar esses aplicativos para a sociedade.

“Qualquer cidadão que queira atuar no controle social vai poder fazer uma fiscalização mais elaborada, mais efetiva, da gestão dos recursos públicos, vai poder acompanhar on line o que está sendo feito ou não. E isso é muito importante, extremamente honroso para o MP-AM e para todas as entidades diretamente ou indiretamente envolvidas na realização do I Amazon HackFest”, destacou o subprocurador Mauro Veras.

Aplicativos

Os quatro aplicativos desenvolvidos no I Amazon HackFest são “Propina No More”, “Monitora Aí”, “Guardião Verde” e “Promessômetro”.

O “Propina No More” é focado no registro de denúncias de cobrança de propina relacionada a compras governamentais no Estado. O diferencial dessa plataforma é a garantia do anonimato dos denunciantes, sem a exigência do fornecimento de dados pessoais, desde que sejam enviadas provas, tais como fotos, áudios ou vídeos que comprovem a denúncia. Uma vez realizada a denúncia no site, as autoridades competentes são sinalizadas via e-mail.

O “Guardião verde” foi criado com o intuito de apresentar à população, de forma descomplicada e simples, informações a respeito de compensações ambientais geradas por licenciamentos ambientais no Amazonas, visando a transparência de dados e colaborando com o controle e conscientização social quanto ao dinheiro e ações públicas realizadas nesse âmbito.

O “Monitora Aí” foi criado com o objetivo de fiscalizar os serviços de transporte coletivo de passageiros em Manaus.

Já o “Promessômetro foi desenvolvido com o objetivo de acompanhar a fiscalizar a atuação dos candidatos eleitos, a fim de verificar o cumprimento ou não das promessas feitas em campanha.