Mulher de Dom Phillips afirma que corpo do jornalista e do indigenista Bruno Pereira foram encontrados

Dupla desapareceu na Terra Indígena Vale do Javari, no Amazonas,

Foto: reprodução

A esposa do jornalista inglês Dom Phillips – Alessandra Sampaio – afirmou na manhã desta segunda-feira (13) que o marido e o indigenista Bruno Araújo Pereira, que estavam desaparecidos há mais de uma semana, foram encontrados mortos. A causa da morte não foi revelada.

Apesar da afirmação da esposa, a informação ainda não foi confirmada pelas autoridades que atuam nas buscas pela dupla. Eles foram vistos pela última vez no dia 5 de junho, quando estavam na comunidade São Rafael, desaparecendo após irem para Atalaia do Norte.

Alessandra revelou que soube da informação através de conhecidos. “Recebi a informação de amigos da Amazônia e da embaixada britânica que já haviam avisado a família do jornalista”, afirmou a esposa.

Para a esposa, a Polícia Federal apenas confirmou que dois corpos foram encontrados. “Dois corpos foram encontrados mas não foram identificados, sendo possível a identificação apenas pelo trabalho da perícia”, revelaram.

Phillips e Bruno faziam expedições juntos na região desde 2018, de acordo com o The Guardian. Uma grande operação de busca foi montada, envolvendo equipes da Marinha, Exército e Força Nacional, que foram enviadas à Atalaia do Norte para auxiliar nas buscas.

Vale lembrar que no último domingo (12), a Polícia Federal já  havia encontrado um cartão de saúde, uma calça, um chinelo e um par de botas pertencentes a Araújo; e um par de botas e uma mochila com roupas de Dom Phillips. Os pertences estavam em uma mochila amarrada submersa em uma árvore.