Mulher suspeita de manter filho trancado em casa por quase 30 anos é presa na Suécia

Polícia da Suécia entra em apartamento onde mulher teria mantido filho preso por 28 anos, em foto de 1º de dezembro de 2020 — Foto: Jonathan Nackstrando/AFP

Uma mulher suspeita de manter seu filho trancado por 28 anos em um apartamento na região metropolitana de Estocolmo foi presa nesta terça-feira (1º), informaram as autoridades da Suécia.

A prisão acontece um dia depois que os investigadores encontraram um homem, de 41 anos, em cárcere privado, bastante debilitado, com ferimentos, desnutrido e quase sem dentes.

“A mãe é suspeita de privação ilegal da liberdade e de provocar lesões físicas”, disse uma porta-voz da polícia sueca à agência de notícias France Presse.

 

A mulher, de 70 anos, manteve o filho preso no apartamento desde quando ele tinha 12 anos de idade, segundo reportagem do jornal “Expressen”.

Uma fonte próxima à família disse à publicação que ele teria deixado de frequentar a escola quando ia para a sétima série, antes do início do ano letivo.

Ainda segundo a reportagem, essa conhecida tentou alertar alguns dos familiares que não levaram a denúncia de maus tratos a sério.

Ela afirmou que a mulher mentiu para o filho, ao dizer que eles eram perseguidos e que esta seria a única maneira de mantê-los protegidos.

O Ministério Público disse em um comunicado que a investigação começou a partir de uma denúncia familiar, que teria encontrado o homem em péssimas condições. Ele foi hospitalizado.