Município de Anamã tem 100% da área urbana e rural inundada pelas águas do Rio Negro

Mais de 2.680 famílias, o equivalente a 10.719 pessoas, já foram afetadas pela enchente deste ano.

Devido a subida do Rio Negro na cheia de 2022, a cidade de Anamã (a 165 quilômetros de Manaus) está com 100% da área rural e urbana invadida pelas águas, de acordo com informações da Defesa Civil do município. Vale lembrar que o município está entre os 29 da lista dos que decretaram situação de emergência no Amazonas por causa da cheia de 2022.

Como costuma acontecer em períodos de enchente severos, a cidade de Anamã nesta sexta-feira (20) com 100% de sua área urbana e rural inundadas pelas águas do Rio Solimões, de acordo com a Defesa Civil do município. Mais de 2.680 famílias, o equivalente a 10.719 pessoas, já foram afetadas pela enchente deste ano.

Na última enchente que registrou recorde, em 2021, a cidade também ficou toda sob as águas, obrigando o deslocamento por meio de canoas e outros tipos de embarcações e a construção de marombas, para elevar a altura dos assoalhos.

A prefeitura local informou que o município contará com um hospital flutuante para prestar serviços médicos durante o período da cheia e vazante, que deverá se prolongar pelos próximos 90 dias.

De acordo com a Defesa Civil do Amazonas, em todo o Estado, são 292.626 pessoas e 73.157 famílias afetadas de alguma forma com a cheia.