Município de Barreirinha registra dez casos da doença de Chagas

O município de Barreirinha (a 512 quilômetros de Manaus) registrou a confirmação de dez casos de doença de Chagas na área rural da cidade. De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), todos os dez pacientes são da mesma família.

Outros dois casos suspeitos ainda estão sendo investigados. Os pacientes com diagnóstico já confirmado relataram o histórico de ingestão de suco de patauá e caldo de cana de açúcar.

A doença de Chagas Aguda de Transmissão Oral é uma doença infecciosa grave, causada por um protozoário conhecido por Trypanosoma cruzi, que é transmitido pela ingestão de alimento contaminado com os parasitas presentes nas fezes dos insetos vetores, chamados de barbeiros.

A FVS irá até o município de Barreirinha para apurar as possíveis causas da transmissão e deve permanecer até o próximo sábado (14).

Transmissão

A transmissão ocorre através da preparação, conservação e consumo de alimentos contaminados pelo parasita Trypanossoma cruzi. No Amazonas, a principal forma de transmissão da doença se dá por meio de ingestão de suco de açaí contaminado.

Sintomas

Os doentes podem apresentar um quadro de febre constante, inicialmente elevada, diarreia, vômito, dores de cabeça e musculares. Casos complicados podem evoluir com manifestações cardíacas, além do comprometimento do fígado e baço.

O diagnóstico precoce e o tratamento imediato previnem as formas crônicas da doença e a ocorrência de óbitos.

A principal forma de prevenção é evitar que o inseto forme colônia nas frestas de telhado e parede. Além disso, no caso de consumir produtos in natura, é necessário conhecer bem a procedência.

(*) Com informações da FVS