Na noite desta quarta-feira, em meio a protestos e com a Câmara de Coari protegida pela polícia, oito vereadores elegem Iran Medeiros presidente

Eleição Coari 1

Eleição Coari 3

Mesmo a Câmara de Coari só tendo sido notificada na noite de ontem sobre a decisão (através de liminar) do desembargador Rafael de Romano, de determinar a realização de eleição para a presidência da Casa também para ontem, 18 de março. Mesmo o vereador mais velho não estando presente para realizar a eleição como determina o Regimento Interno da Casa, no caso o vereador Carlos Alves Batista, o Merelo, o mesmo que ocupou o cargo de presidente da Câmara de Coari, e consequentemente, de prefeito do município, por decisão (também liminar) da desembargadora Encarnação Sampaio que “suspendeu os efeitos” – o que não é sinônimo de anular – da eleição realizada anteriormente à presidência da Casa, no dia 19 de novembro. Mesmo os prazos legais não tendo sido respeitados, como por exemplo o prazo de 5 dias para inscrição dos candidatos, os mesmos descumprimentos de prazos levados em consideração pela desembargadora Encarnação Sampaio para conceder liminar “suspendendo os efeitos da eleição anterior”. Mesmo tendo que chamar a polícia para se resguardar da insatisfação popular, e com a presença de oito dos 15 vereadores da Câmara de Coari, o vereador Iran Medeiros conseguiu se eleger presidente da Casa, às 20hs, dessa quarta-feira (18)

Seus aliados, na “guerra jurídica” para chegar a ser prefeito por força de decisões liminares e no chamado WO (quando os adversários estão ausentes), também foram eleitos para a Mesa Diretora da Casa. Vale ressaltar que os mesmos vereadores que elegeram Iran Medeiros presidente, também elegeram mas desta vez por unanimidade (15 votos), o irmão do ex-prefeito Igson Monteiro, Iliseu Monteiro (o Bat), para presidir a Casa – porque será que eles mudaram de lado, hein gente?

Além de Iran Medeiros (DEM), foram eleitos Salustiano Junior (PMDB), 1º vice-presidente; o sobrinho de Adail Pinheiro, Keitton Pinheiro (PHS), 2º vice-presidente; Raimundo Nonato Coelho (PMN), 1º secretário – o presidente de CPI que conseguiu aprovar dois relatórios totalmente opostos vai cuidar da vida administrativa da Casa Legislativa, viu gente? -; e Robério Queiróz, afilhado político de Adail Pinheiro e locutor da rádio Nova Coari (FM), emissora responsável pela propaganda oficial da Prefeitura.

Fora da Câmara    

Enquanto isso, fora dos muros da Câmara Municipal de Coari, bem protegida pela polícia, cidadãos de Coari insatisfeitos em ter um prefeito eleito no “tapetão” tentavam, meio que timidamente – porque será, meu povo, que tanta gente parece ter medo de Iran Medeiros? – protestar contra mais um ato imposto goela abaixo para o povo.

E, engrossando o grupo dos insatisfeitos, um monte de caçambeiros e tratoristas que, ao contrário dos advogados e “gente do gênero” que estão ganhando milhões – de onde será que vem esse dinheiro, hein gente? -, não recebem há meses pelos serviços prestados à Prefeitura de Coari. (Any Margareth)

Eleição Coari 2

Eleição Coari 4