Nacional aprova e grupo chinês comandará o time amazonense por 20 anos

Por unanimidade, sócios votaram a favor da terceirização do Departamento de Futebol do Nacional FC

A noite dessa sexta-feira (23) entrou para a história do futebol amazonense e mais ainda dos nacionalinos. Em Assembleia Geral Extraordinária, os sócios do Nacional Futebol Clube aprovaram por unanimidade a proposta para terceirização do Departamento de Futebol do clube.

O próximo passo será a avaliação da minuta do contrato e posteriormente uma nova assembleia para a assinatura que dará a empresa chinesa Ledman Sports o direito de conduzir o departamento. Ainda será discutido o tempo de contrato, mas a proposta inicial é de 20 anos.

O presidente do clube, Roberto Peggy Pinheiro, destacou a alegria da aprovação por unanimidade e a importância da parceria com a empresa chinesa.

“Ficamos felizes com o resultado da assembleia. Foi uma oportunidade que tivemos para expor cada ponto dessa parceria com a Ledman, dar ciência ao sócio, a assembleia do que se tratava e da seriedade, bem como a importância que é para nós levarmos um projeto como esse. É projeto a longuíssimo prazo, de 20 anos para reestruturação do clube e ficamos felizes com a aprovação por unanimidade”, afirmou.

Peggy ressaltou quais serão os próximos passos desta parceria que acabou de ser aprovada pelos sócios do Nacional. “Agora vamos partir para a parte contratual que já está finalizando, ou seja, a minuta já está voltando da China e estando tudo de acordo, acredito que nas próximas semanas devamos deva celebrar a assinatura e iniciar de fato a parceria”, disse.

O mandatário revelou que foram dois meses de negociação com o grupo chinês. Contou ainda o clube irá receber 1 milhão de dólares no ato da assinatura do contrato.

“Foram dois meses de negociação com a Ledman. Nós chegamos a uma proposta de 20 anos de gestão terceirizada no departamento de futebol, com locação do Centro de Treinamento Barbosa Filho, com investimento na sede social do clube e no campo de futebol da escolinha. Eles vão depositar para o Nacional 1 milhão de dólares, cinco dias após a assinatura de contrato e a ideia é ter em seguida o período transitório, que será uma gestão compartilhada e se tudo der certo, a Ledman já entra na Série D do Campeonato Brasileiro e em seguida eles assumem integralmente”.

O representante da Ledman no Brasil, Luiz Américo, ressalta a satisfação de receber o ‘sim’ dos sócios nacionalinos.

“Agradeço a oportunidade que foi concedida através dos conselheiros passamos por mais uma etapa de aprovação por eles. Eu me sinto bastante satisfeito, consciente bem alegre com o projeto que foi exposto a eles e teve a aprovação. Essa é mais uma etapa e esperamos em breve realmente formalizar o contrato, haja vista que já está sendo analisado, avaliado ai sim de fato, marcar uma próxima assembleia e comemorar a assinatura”, afirmou.