Naná Vasconcelos encerra hoje (30) o IX Festival Amazonas Jazz

Nana3

Pernambucano, 69 anos, oito vezes eleito por revistas especializadas o melhor percussionista do mundo e outras oito vezes vencedor do prêmio Grammy, um dos mais importantes da música mundial.

Este é um breve resumo de mais de seis décadas de carreira de Naná Vasconcelos, principal atração do IX Festival Amazonas Jazz e que nesta segunda (30), encerra com um show histórico no Teatro Amazonas, o evento promovido pelo Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado de Cultura em Manaus (AM).

Acompanhado do multi-instrumentista carioca Lui Coimbra, com quem reedita uma série de parcerias em shows pelo Brasil e pelo mundo, o show de Naná não segue um roteiro definido, mas pode-se adiantar que o público do festival terá uma experiência musical única, com uma densidade que ultrapassa os limites da fusão entre o jazz, a música erudita e os ritmos afro-brasileiros.

“É uma experiência sonora e cultural na qual os vocais inconfundíveis, o berimbau e os chocalhos aliados ao violoncelo de Coimbra se complementam com elementos poéticos e sons da natureza”, explicou o maestro Rui Carvalho, diretor musical do festival antes de citar algumas das mais bem sucedidas parcerias jazzísticas de Naná ao longo dos anos com Miles Davis, Dom Cherry, Theloníus Monk, Jean-Luc Ponty, B.B. King, Gato Barbieri, Mongo Santamaría e Pat Metheny entre outros.

Antes de sua apresentação no Teatro Amazonas, Naná participou na manhã desta sexta-feira (30) de um grande workshop gratuito e aberto ao público na programação acadêmica do Festival Amazonas Jazz no Centro Cultural Palácio da Justiça.

Escandinávia

Poucas vertentes musicais fora dos EUA contribuíram tanto para moldar o jazz contemporâneo como a escandinava, e o pianista Bo Stenson, um dos maiores representantes nórdicos do gênero desde a década de 1960, quando se apresentou com Don Cherry e Stan Getz, é quem faz o show de abertura da última noite do IX Festival Amazonas de Jazz, a partir das 19h30, no Teatro Amazonas.

Os ingressos para o IX Festival Amazonas Jazz já estão disponíveis na bilheteria do Teatro Amazonas e custam entre R$ 10 a R$ 50 (valor integral). Estudantes com comprovantes necessários, idosos e portadores de necessidades especiais tem assegurada a meia-entrada.

Para mais informação sobre o Festival Amazonas Jazz e demais eventos, espetáculos, ações, projetos, espaços culturais e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura acesse facebook.com/culturadoamazonas ou ainda o portal cultura.am.gov.br.

Ensaio de Maracatu  - Naná Vasconcelos