Não há boicote à CPI, diz presidente do Senado após Rosa Weber cobrar sobre quebra de sigilo de empresário

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, afirma que “não há boicote algum à CPI” da Covid.
A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber voltou a cobrar que a CPI da Covid se manifeste em 48 horas sobre o pedido de quebra de sigilo do empresário José Alves Filho, da Vitamedic. A magistrada enviou ofício ao senador Omar Aziz (PSD-AM), que preside a CPI, na quinta-feira (1º)​.

A farmacêutica produz Ivermectina, medicamento sem eficácia comprovada usado no tratamento do novo coronavírus. A Vitamedic disse à CPI que a venda de Ivermectina pela empresa aumentou 1.230% em 2020, chegando a 75,8 milhões de caixas.

Senadores da comissão parlamentar de inquérito desconfiam que a advocacia do Senado está protelando responder os despachos e que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), estaria boicotando os trabalhos da CPI.

“Não há boicote algum à CPI”, afirma Pacheco em nota enviada à reportagem. “A advocacia do Senado trabalha diuturnamente para cumprir os diversos prazos processuais e, neste caso específico, recebeu mais prazo para elaborar a resposta, que inclusive já foi apresentada ao STF ontem. Questão processual simples e corriqueira, que não deve ser desvirtuada e transformada em fato político.”