“Não podemos mais aceitar viver no isolamento”, indigna-se David Almeida

Ao denunciar o problema enfrentado por 40 jovens de Porto Velho (RO), que em viagem para o município do Rio Preto da Eva, no Amazonas, ficaram isolados por quatro dias na rodovia federal BR-319, vindos de Porto Velho (RO), o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado David Almeida (PSB), engrossou o discurso em defesa do asfaltamento da estrada.

“Somos brasileiros, mas estamos sendo tratados com descaso. Nós continuamos no isolamento. A situação humilhante que esses jovens passaram é a nossa triste realidade, porque a estrada continua sem condições de trafegabilidade no período de chuvas, há mais de 30 anos”, frisou o parlamentar.

David disse que teve conhecimento da situação dos jovens pelas suas redes sociais junto com pedido de socorro. “Eu estava em Eirunepé, na sexta-feira passada, quando soube que eles estavam há quatro dias com o ônibus atolados. Prontamente acionamos o Exército Brasileiro e DNIT para ajudar no resgate deles”, explicou o presidente da Aleam.

Devido às péssimas condições na estrada, o ônibus que transportava os 40 jovens, atolou no quilômetro 350 – no trecho mais crítico conhecido como “meião” -, e eles só conseguiram pedir ajuda porque um rapaz passou de moto no local e filmou o pedido de socorro. “Foram quatro dias debaixo de sol, de chuva, no meio da lama, em total isolamento. Eles só não ficaram sem comida e bebida porque tinham mantimentos que iriam consumir no Campori, evento da juventude adventista que aconteceu no Rio Preto, no feriado”, lamentou David.

Exército

O grupo foi resgatado pelo Exército Brasileiro na sexta-feira (1°) de junho. No sábado (2), seguiram para o município do Rio Preto da Eva, onde participaram do último dia do Primeiro Campori de Jovens da União Noroeste, da Igreja Adventista, que reuniu 14 mil jovens dos Estados do Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia.

No domingo pela manhã (3), retornaram para Porto Velho pelo avião da Força Aérea Brasileira (FAB). “Queremos registrar nossos agradecimentos ao apoio do Exército que foi fundamental no resgate desses jovens. A situação poderia ter sido trágica sem esse suporte”, pontuou David.