Nasser afirma que viaduto do Manoa é “perfeito tecnicamente” e diz: “problema é político e não de engenharia” (ver vídeo)

Em entrevista exclusiva ao Radar, via conversa telefônica, o proprietário de uma das empresas que compõem o Consórcio Manauara, formado pelas construtoras Soma e J. Nasser, o engenheiro que tem mais de 40 anos de profissão, José Nasser, afirma que o Viaduto do Manoa, é “tecnicamente perfeito”. O Consórcio Manauara foi o responsável pela construção do Complexo Viário Isabel Victoria – do qual faz parte o chamado viaduto do Manoa-, localizado na avenida Max Teixeira, na Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

O complexo viário foi inaugurado na administração do então prefeito Arthur Neto (PSDB) e está fechado há quase quatro meses por determinação do atual prefeito David Almeida (Avante) e de seu vice-prefeito e secretário de Infraestrutura do município, Marcos Rotta (DEM), sob alegações de que o viaduto tem problemas estruturais e de segurança.

“Tem que  apontar onde estão os defeitos, em que pilar, em que parte da estrutura do viaduto, porque isso é engenharia, engenharia é matemática, é ciência exata, então não tem de ficar nada no ar, tem que definir com exatidão onde está o problema, matematicamente”, rebate o engenheiro José Nasser, acrescentando: “o problema é outro que eu não sei te dizer. Mas se é problema político, eu não sou político, sou engenheiro e a engenharia não pode ficar absorvendo problema político”.

A prova maior de que o viaduto está tecnicamente perfeito, segundo Nasser, foi o teste feito na obra feito na segunda-feira (19 de abril). “A nossa prova de que não existe nada de errado chama-se a verdadeira grandeza, é o teste in loco (no local), deixa rodar, vamos ver se tem problema, vê se cai, se racha, vamos ser se a população não aprova. E isso foi feito durante todo um dia”, comenta Nasser.

Ele diz que nesse dia dos testes, o trânsito fluiu normalmente, passou carreta, ônibus, todo tipo de carro e a população ficou satisfeita. “Mas parece que eles não querem ver. Isso confirma que o trabalho que foi feito está dentro das normas técnicas, está tudo perfeito”, diz o empresário – foram enviados vídeos ao Radar mostrando os testes.

Bunda de Anjo

O dono da empresa J. Nasser, o engenheiro José Nasser, ao ser questionado pelo Radar sobre os tais “defeitos estruturais” alegados pelo prefeito David Almeida e o vice, Marcos Rotta, que levaram ao fechamento do Complexo Viário Isabel Victória (viaduto do Manoa), faz entender que os problemas nunca existiram ou não passaram de mudanças simples, longe de ser problemas de engenharia.

Ele conta que o prefeito David Almeida pediu pra fazer uns ajustes na obra, como por exemplo, no tipo de divisor de pista. “A separação das pistas, ele não queria que fosse com aquelas tarjetas luminosas, tal qual é a ponte Manaus-Iranduba (Ponte Phellippe Daou ou Ponte Rio Negro). Ele queria que fosse com os chamados Tabajaras, pré-moldados, além de outros ajustes nas pistas para que esses planos ficassem bem consolidados, tipo bunda de anjo”, define Nasser, explicando ao ser questionado sobre o que queria dizer com a expressão “bunda de anjo”: “Porque dizem que bunda de anjo é lisinha, sem nenhum ressalto, como se todas as ruas de Manaus fossem todas lisinhas. E isso nós acabamos fazendo para satisfazer a nova administração, pra agradar o prefeito”.

Nesse momento, José Nasser mostra toda sua insatisfação com a abordagem feita publicamente pela atual administração municipal sobre o Complexo Viário que desqualifica a obra, o trabalho do consórcio e até mesmo sua empresa. “Envolveram o CREA nisso e o relatório de CREA (apresentado pelo vice-prefeito e secretário Marcos Rotta como prova dos alegados problemas estruturais do viaduto) sem nenhuma consistência, sem nenhuma contribuição técnica. Não estou falando contra essa entidade que é o CREA e que eu ajudei a trazer pro Amazonas. Tenho 49 anos de formado e quando me formei não tinha CREA aqui não”, argumenta o empresário.

Ele lembra que sua empresa, a J.Nasser não fez apenas o viaduto do Manoa. “Está querendo questionar, então vamos lá, pega uma vistoria independente, traz dos Estados Unidos, da Inglaterra, seja de onde eles quiserem trazer, agora dizer por dizer que tem problemas sérios! Não se pode fazer isso. A J. Nasser Engenharia tem 42 anos de existência e não fez só um viaduto não! Quase todos os viadutos de Manaus foram feitos por nós, direta ou indiretamente! Nós temos engenheiros especializados nesse tipo de obra, nossa equipe é especializada, nós temos até fábrica e pré-moldados. A Soma é outra empresa que está há mais de 40 anos no mercado e que faz parte do consórcio”, diz Nasser.

Ele conta que nesta quinta-feira (22), a obra do viaduto do Manoa será entregue mais uma vez para a Prefeitura de Manaus, com o relatório dos ajustes determinados e os ensaios técnicos que confirmam a qualidade técnica e de segurança da obra. “E tudo feito com a presença da fiscalização da própria prefeitura, já que eles colocaram três fiscais durante a fase de execução desse serviço que não questionaram nada”, afirma Nasser, arrematando: “E não me pergunte porque ainda não colocaram o viaduto pra funcionar porque nem eu entendo, E quem está sofrendo com isso é o povo”.

Nasser conta ainda ao Radar que de agora em diante qualquer celeuma criada sobre a obra do viaduto do Manoa quem vai cuidar é o departamento jurídico da sua empresa.

Ver vídeo dos testes feitos na obra: