Natália diz que negros foram escravizados por serem ‘eficientes e fortes’ (ver vídeo)

Foto: Reprodução

O “BBB 22” (TV Globo) mal começou e já tem participante criando polêmica. Enquanto conversavam na cozinha, Natália, sister do grupo Pipoca, disparou que os negros são ‘fortes e eficientes’, por isso viraram escravos.

“Eu sou preta. Realmente, tem a história que a gente veio e viemos como escravos sim. Por que? Porque a gente era eficiente. Porque a gente era forte. Por que a gente veio como escravo? Porque a gente era bom no que a gente fazia”, comentou. “Se colocasse, talvez uma pessoa lá para fazer aquilo, não conseguiria. Entendeu?”, finalizou.

Logo após o comentário da sister, a cantora Naiara Azevedo relembrou uma participação no programa “Encontro com Fátima Bernardes” (TV Globo), no qual foi duramente criticada pela forma como elogiou uma mulher preta. “O povo veio me matando por eu ter elogiado uma mulher negra no “Encontro”. Eu disse que ela era f*** e disseram: ‘Ah, você está surpresa de ver uma mulher negra inteligente?’ Me chamaram de preconceituosa e se tem uma coisa que não sou é preconceituosa”, contou.

Natália continuou insistindo no tema e disparou que o racismo fora do Brasil é ainda pior do que aqui: “Vocês acham forte que o racismo existe aqui mas lá fora é pior, muito pior. Quando falarem ‘você é preto responde: ‘sou sim, sou preta mesmo!’ E acabou”, reforçou.

A escravidão no Brasil

Ao tentar justificar a escravidão, Natália apaga séculos de crueldades e atos terríveis cometidos por brancos contra negros. No Brasil, a escravidão foi implantada em 1530, logo nas primeiras décadas de colonização. O primeiro navio com negros escravizados oriundos da África chegou em 1535, em Salvador, na Bahia, mas os indígenas foram os primeiros a sofrerem com a escravidão.

A ideia era suprir a mão de obra que faltava nas colônias com braços pretos, sem qualquer tipo de remuneração, moradia ou condições básicas de vida. Os negros que foram escravizados ficaram responsáveis por produzir cana-de-açúcar, construir casas, engenhos, igrejas e servir como empregados para os colonos brancos. Vale lembrar que o Brasil foi o último país a abolir a escravidão nas Américas.

Comentário sobre o Dia da Consciência Negra 

Além do comentário sobre negros serem mais fortes e eficientes, Natália também se envolveu em mais uma polêmica, dessa vez antes de entrar na casa do “BBB 22”: em suas redes sociais, a sister publicou que o Dia da Consciência Negra não deveria existir e que deveria ser chamado de dia da consciência humana.

No post em questão, ela disparou: “Quem obteve a brilhante ideia de se achar no direito de menosprezar e diminuir alguém por suas diferenças?”. Os comentários racistas geraram revolta na web e foram repudiados.