Nejmi, Zé Lopes e Gustavo Macário saem de audiência de custódia direto para prisão

 

A ex-primeira-dama do Estado Nejmi Aziz, os empresários José Lopes, o “Zé Lopes” e Gustavo Henrique Macário Bento, dono da GH Macário Bento, deixaram a audiência de custódia na Justiça Federal do Amazonas e voltaram para a prisão, nessa quarta-feira (31).

Nejmi Aziz chegou algemada na sede da Justiça Federal, localizada na zona centro-sul de Manaus, e estava visivelmente abalada. Ela voltou a ser presa na manhã desta quarta, pela Polícia Federal.

A ex-primeira-dama tinha sido presa no ultimo dia 19 durante a Operação Vertex, quinta fase da Operação Maus Caminhos, que investiga crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ela foi solta dois dias depois, após conseguir o alvará de soltura concedido pela desembargadora federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) Maria do Carmo Cardoso.

Nejmi deixou a Justiça Federal em uma viatura da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), que a levou de volta para o Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), localizado na BR 174, quilômetro 8 (Manaus-Boa vista), onde cumprirá o restante da pena temporária.

“A princípio, não houve nenhuma ilegalidade na prisão, então, ficou determinado que a minha cliente (Nejmi Aziz) deverá cumprir os cinco dias da prisão temporária. Ela já havia cumprido três dias, com mais um no dia de hoje, a previsão é que ela deixe a prisão amanhã meia noite”, disse o advogado de defesa de Nejmi Aziz, Rodolfo Santana.

A advogada de defesa do empresário José Lopes, Karla Abreu, disse que ele deve continuar preso, até que a Justiça Federal analise os pedidos de liberdade ingressados pelos advogados. Zé Lopes voltou para a carceragem da Polícia Federal, localizado no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da cidade.

Já o cunhado de Zé Lopes, o também empresário Gustavo Henrique Macário Bento, voltou para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM2), na mesma viatura em que estava a ex-primeira-dama do Estado.