Nem o dinheiro do Banco do Povo fez o povo de Tabatinga deixar de se manifestar contra o governador durante sua visita ao município

Melo Tabatinga Solda

Com cartazes onde estavam escritas frases de descontentamento com o Governo – fora um ou outro xingamento que não é de bom tom publicar, né gente?-, cidadãos de Tabatinga se manifestaram durante a visita do governador professor Melo que esteve no município para lançar o Banco do Povo e distribuir tablets para os professores da rede pública de ensino – ninguém diz como os professores vão usar esses tablets já que as escolas estaduais não tem internet nem em Manaus, que dirá em Tabatinga.

São R$ 254 mil reais emprestados pelo Banco do Povo em Tabatinga, segundo informações do próprio Governo. Mas, levando-se em consideração as demonstrações de insatisfação da população, nem o dinheiro distribuído pelo governador professor Melo deixou o povo com vontade de fazer festa.

Nos cartazes de descontentamento, o povo até rebatizou a cidade de Tabatinga com o nome de “Lamatinga”, questionando o governador cadê as obras que diz que foram feitas pelas construtoras pagas pelo seu Governo, como por exemplo a KPK, que também financiou sua campanha à reeleição – isso até faz lembrar as denúncias de Gilberto de Deus. Mas também, tinha nos cartazes a denúncia de que “a UEA de Tabatinga é uma enganação”, ela só existiria na propaganda o Governo – aquela que aparece aquele senhor dizendo: o Governo corta os gastos para investir na educação! (Any Margareth)