Anúncio

Neste domingo (10), tem a última edição do ano da Feira do Paço

O Instituto Amazônia (IA) celebra o segundo ano da feira turística e cultural, Feira do Paço, durante a última edição do evento que acontece neste domingo, 10, a partir das 16h, no Centro Histórico de Manaus. A feira hoje já ocupa as vias Bernardo Ramos, Gabriel Salgado e Sete de Setembro no entorno da praça Dom Pedro II, em frente ao Paço da Liberdade. Nela os visitantes podem conferir as novidades da produção autoral de dezenas de empreendedores locais, transformando o marco zero de Manaus na maior vitrine de economia criativa da cidade. A programação multicultural, com participação da banda The Stone Ramos e Adriano Arcanjo, segue até às 21h. A entrada é gratuita.

Para marcar a última edição do ano, o produtor geral do evento explica que esse será um momento de confraternização entre o público presente, os artistas convidados e os mais de 150 profissionais envolvidos na realização da maior feira de rua da cidade que está completando 2 anos. “A Feira do Paço é um projeto consolidado que devolveu ao Centro Histórico a vida, o brilho e a presença das pessoas, por meio da Economia Criativa como instrumento de requalificação urbana e social”, explica Beto Contartesi, gestor de Cultura e Economia Criativa do IA.

Basta uma visita à feira para se encantar com as propostas apresentadas, desde a infraestrutura, até a mobilização social nos diversos setores do evento para fazer de cada edição uma experiência única aos visitantes, valorizando os artistas locais e apresentando novos caminhos para o desenvolvimento cultural e artístico da cidade, como explica a arte-educadora do IA, Mônica Bologna. “Essa atividade faz parte do projeto social que desenvolvemos diariamente com a Comunidade São Vicente, onde os moradores têm espaço, são anfitriões desse movimento que tem resgatado a história da cidade, nosso patrimônio. Nós vemos a feira como um organismo vivo, composto por indivíduos de diferentes bagagens culturais, referências e ideias. Por isso estamos em constante adaptações e propostas. Para o ano que vem o público pode aguardar novidades”, comenta Mônica.

Programação

Nesta edição especial, serão sorteados 200 prêmios durante todo o evento para consumo de alimentação e sorteio de produtos. Desde a edição passada, a feira ganhou uma área nova dedicada ao esporte, oferecendo atividades como o crossfit, comandada pelo grupo Jungle War. O espaço destinado aos animais, com o setor Pet, também terá uma novidade: a adoção. Quem cuida dessa área é a organização ComPaixão.

As apresentações culturais acontecerão no palco e fora dele, oferecendo ao público novas experiências artísticas. A programação musical fica por conta do artista Adriano Arcanjo, com samba-rock e muita música brasileira, The Stone Ramos, consagrada banda de brega music da cidade, e novos talentos que terão na feira a oportunidade de mostrar seus trabalhos.

O grupo de palhaços parceiro do instituto, Palhaçaria CAC, também estarão comemorando 1 ano do Projeto Roda na Praça com muito teatro, malabares, e surpresas em homenagem ao dia do palhaço celebrado também no dia 10 de dezembro.

Área Geek

Setor de tecnologia, video game, jogos de tabuleiro e cultura geek em geral foi o primeiro a se destacar em público, estrutura e programação. Liderada pelo Movimento Keep, o espaço oferecerá, ainda, uma série de atividades voltadas ao super lançamento Star Wars, agendado para a próxima semana. Será uma prévia e um presente para os amantes da saga. O Conselho Jedi Amazonas marcará presença.

Moda Criativa

Neste ano um novo setor da Feira do Paço ganhou forma e já inicia seu primeiro evento externo nesta sexta-feira, dia 8. A área de moda, comandada pela Haus Of Fashion, promoverá um desfile hoje, a partir das 18h30, no Porto de Manaus, Centro Histórico, exibindo em primeira mão 30 peças que estarão disponíveis para venda na feira. A coleção é do estilista Mateus Carneiro, da grife Chillique Riverwear, especializada em moda praia. Os modelos apresentados são inspirados na tradicional festa amazônica: Sairé. A manifestação acontece todo ano em Alter do Chão, no Pará. A coleção levou o nome de ´Resgate´, a fim de resgatar essa tradição amazônica que envolve danças folclóricas, ritual religioso e participação dos moradores locais.

 

Fonte: Assessoria de comunicação do Instituto Amazônia