No Amazonas, denunciados por pedofilia permanecem impunes, lembra deputado

deputado-luiz-castro

A proteção de crianças e adolescentes contra a violência sexual no Estado do Amazonas, foi tema de pronunciamento do deputado Luiz Castro, na manhã desta quarta-feira (16), ao lançar um convite para o seminário de mobilização, que acontecerá nesta sexta-feira (18), de 8h às 13h, no plenário Belarmino Lins, com a presença da deputada federal Erika Kokay (PT-DF).

Presidente da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência Sexual contra Criança e Adolescente (Frenpac), Luiz Castro chamou a atenção para a situação vergonhosa dos inúmeros casos de abuso sexual praticados contra crianças e adolescentes, enquanto os criminosos conseguem driblar a Justiça.

O deputado citou os casos de Coari, cujos processos envolvendo Adail Pinheiro até hoje não foram concluídos, assim como os de São Gabriel da Cachoeira, contra comerciantes que violentaram crianças indígenas e permanecem impunes.

“São questões pendentes que não podem ser esquecidas. A sociedade tem que estar vigilante e se mobilizar contra esse crime hediondo que destrói fisicamente e fere a dignidade de crianças indefesas”, reagiu o deputado.

O seminário propõe o rompimento da cultura do silêncio e da invisibilidade sobre os abusos sexuais contra crianças e adolescentes, conclamando os ativistas sociais da rede de proteção à infância e à juventude, assim como gestores públicos e a sociedade civil, a participarem do evento.

A realização do seminário é creditada ao Unicef, em parceria com o Ministério da Justiça e Cidadania, Secretaria Especial de Direitos Humanos, Ecpat, Frenpac, Movimento Nacional de direitos Humanos, Aleam e Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.