Anúncio Advertisement

No “Dia Nacional de Lutas”, centrais sindicais prometem paralisar algumas das principais cidades do País

greve_brasil

As centrais sindicais prometem paralisar algumas das principais cidades do País no “Dia Nacional de Lutas”, movimento de centrais sindicais que está marcado para esta quinta-feira (11). Em Manaus, sindicatos, centrais sindicais e associações devem aderir ao movimento. Uma liminar concedida pela Justiça, após ação movida pelo Sinetram, impediu paralisação total dos serviços de transporte coletivo. A justiça determinou que o Sindicato dos Rodoviários mantenha 60% da frota de coletivos em circulação. Em nível nacional, segundo informações da “Folha de S. Paulo”, todos os terminais de ônibus da capital paulista devem ser paralisados às 9h, permitindo somente a saída de ônibus que atendam às linhas da avenida Paulista, para que os manifestantes possam se reunir em frente ao Masp, às 12h, para um grande ato.

As paralisações devem se estender para várias capitais de todas as regiões do país, como Rio de Janeiro, Fortaleza, Porto Alegre, Brasília, Campo Grande, Manaus e Belém. Além de manifestações nas ruas, o dia de mobilização prevê paralisações e atrasos na abertura de agências bancárias e entrada nas fábricas.

As centrais sindicais estão cobrando do Governo e do Congresso Nacional avanços numa pauta de reivindicações que inclui o fim do fator previdenciário (que reduz as aposentadorias precoces), redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais e mudanças nas regras de terceirização. Também estão entre as reivindicações 10% do PIB para a Educação, 10% do Orçamento para a Saúde, transporte público de qualidade e reforma agrária.