No Governo que alega falta de recursos até para medicamentos, Melo reforma e constrói quadras das principais escolas de samba

Escola 2 capa

Escola 1No Governo que só “canta choro” alegando falta de recursos até mesmo para áreas prioritárias como saúde e educação, o governador José Melo decidiu, mais uma vez, que tem dinheiro para as empreiteiras “cantarem samba”. Nesta segunda-feira (19), às 20hs, tem a inauguração da nova sede do Grêmio Recreativo Escola de Samba (GRES) Sem Compromisso com a presença o governador José Melo. A nova quadra da escola de samba que tem como símbolo um tucano – olha o Artur aí, gente! – e tem as cores verde e amarelo, fica na Avenida Margarita, no conjunto Nova Cidade, zona norte de Manaus. A nova quadra custou R$ 2, 9 milhões aos cofres públicos, sendo informação do próprio Governo, que justifica a obra afirmando que, “no local, além dos ensaios técnicos, parte da preparação da escola para o desfile de Carnaval, serão desenvolvidos projetos sociais para os moradores como cursos de artesanato, eventos esportivos, aulas de música e atividades físicas para idosos”.

A obra foi executada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), que está fazendo a construção,reforma e ampliação das quadras das principais escolas de samba da cidade. Segundo release do Governo do estado, “a secretária executiva da Seinfra, Karla Carriço explicou que entre as construções, o Governo já beneficiou o GRES Unidos da Alvorada, com a construção da quadra da escola, que fica localizada no próprio bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital e, agora, a Sem Compromisso. Está em curso a obra da nova quadra do GRES Reino Unido da Liberdade, no bairro Morro da Liberdade, zona sul. Entre as obras de reforma, a Seinfra já entregou a sede do GRES Mocidade Independente de Aparecida, zona sul, e de A Grande Família, na zona leste. Está em fase de finalização a obra de reforma e ampliação da quadra do GRES Vitória Régia, no bairro Praça 14, zona sul de Manaus”. Nas informações repassadas, não há o valor total de recursos públicos gastos com as obras feitas nas quadras das escolas de samba.

A nova sede da escola de samba Sem compromisso possui uma quadra para ensaios (salão amplo), quatro salas, o espaço para uma loja, duas cantinas, cozinha, dois depósitos, área de espera para os artistas e ainda banheiros masculino e feminino. No mezanino está situado o palco, 12 camarotes laterais, um camarote para autoridades, dois camarins, quatro salas e banheiros masculinos e femininos.

Governo justifica gastos 

O Governo do professor Melo justifica os gastos com as reformas e construções de quadras das principais escolas dizendo se tratar de investimento em projetos sociais. Segundo o Governo, com a reforma na sede da Sem Compromisso vão ser ampliados os programas sociais, esportivos e culturais para atender aos moradores, principalmente do conjunto Nova Cidade, onde, há mais de quatro anos, a escola realiza eventos socioculturais como, por exemplo, os ensaios da bateria com jovens moradores da localidade. Esse trabalho visa formar novos músicos por meio de instrumentos de percussão. “Para participar os jovens devem comprovar sua presença em sala de aula e boas notas para fazer parte da bateria da Sem Compromisso. Eles também podem ajudar na renda familiar quando se apresentarem em eventos externos”, explica o presidente da Sem Compromisso, Getúlio Lôbo.

Ele lembra que, em 2015, os jovens ritmistas da Sem Compromisso se apresentaram no Teatro Amazonas acompanhando a Orquestra Filarmônica e o Coral do Teatro. “A participação no Teatro Amazonas nos trouxe satisfação de contribuir com o futuro promissor desses adolescentes”, comenta Getúlio Lôbo.

Histórico da Escola

Fundada por um grupo de moradores da Rua Comendador Clementino, no Centro de Manaus,  a escola de samba Sem compromisso foi chamada primeiramente de Unidos da Comendador. Em 1979, os moradores decidiram fundar o Bloco “Sem Compromisso” que, em 1980, desfilou pela primeira vez  quando os desfiles carnavalescos ocorriam na Avenida Djalma Batista, com enredo: “Jurupari –  O encantado da selva”, conquistando o 3º lugar no desfile dos Blocos Especiais. Motivados pela colocação, o grupo preparou o Bloco Sem Compromisso para o desfile de 1981 com enredo: “O mundo encantado das crianças“, obtendo com um desfile diferente o seu 1º Campeonato. Em 1982, ainda como bloco, desfilou com enredo: “Paraíso Tropical”, consagrando-se Bicampeão do carnaval. Pela conquista de dois campeonatos, a organização do carnaval de Manaus decidiu que o bloco deveria se tornar escola de samba. Assim em 1983, a Sem Compromisso estreou no Grupo principal de Escolas de Samba de Manaus, com o Enredo – “Hotel Cassina – Apoteose Boêmia“, conquistando o 3º lugar.

Escola 3