No primeiro semestre, fiscalização de crime ambiental aumentou 56%

Durante o primeiro semestre de 2019, as fiscalizações com o intuito de combater o crime ambiental no Estado tiveram um aumento de 56% em relação ao mesmo período do ano passado. As principais fiscalizações realizadas foram nas atividades de desmatamento, descarte irregular de resíduos sólidos e transporte de produtos perigosos. Os números são do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

De acordo com o gerente de fiscalização do Ipaam, Hermógenes Rabelo, o Instituto adotou novas medidas para ajudar a população a denunciar, com novas maneiras de identificar esses crimes ambientais, georreferenciamento, a utilização nos serviços de inteligência e ações com órgãos parceiros, como o Batalhão Ambiental e a Delegacia Especializada contra Crimes Ambientais.

Durante o segundo semestre deste ano, é esperado um aumento ainda maior no número de fiscalizações, pois o atual período é de estiagem, onde os focos de queimadas ficam ainda mais intensos.

De acordo com o Ipaam, as denúncias de crimes ambientais podem ser feitas para o instituto por meio dos telefones (92) 2123-6715, (92) 2123-6729 e (92) 2123-6739, das 8h às 17h, ou pelo telefone (92) 98455-7379 (WhatsApp). Além disso, elas também podem ser registradas pessoalmente na sede do Ipaam, localizada na avenida Mário Ypiranga, 3.280, Parque Dez, zona centro-sul de Manaus, ou pelo e-mail [email protected].

(*) Com informações do Ipaam