Nonato Lopes pré-candidato à prefeitura de Iranduba morre de covid-19

Foto: Reprodução

Raimundo Nonato Lopes, pré-candidato a prefeito do município de Iranduba morreu na madrugada deste sábado (12) no hospital particular Unimed, localizado na capital, vítima da Covid-19.  De acordo com informações, o homem, que já tinha 71 anos, fazia tratamento contra cirrose hepática.

O quadro de saúde do político vinha sendo divulgado em suas redes sociais durante as últimas semanas quando ele estava internado. Em uma das publicações do início deste mês, a assessoria de Nonato revela que tinham recebido ótimas notícias sobre a recuperação dele.

Foto: Reprodução

Mas apesar da melhora na saúde, Raimundo não resistiu as complicações do coronavírus, causadas por uma cirrose (doença crônica do fígado que se caracteriza por fibrose e formação de nódulos que bloqueiam a circulação sanguínea).

O local onde o velório de Nonato será realizado ainda não foi definido, mas o sepultamento já está agendado para às 15h deste domingo (13).

Família 

Raimundo Nonato deixa sua esposa Nídya Soares, atual coordenadora do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) de Iranduba, e três filhos Tiago Pimentel, Polliane Balester e David Donato.

Vida política

Com uma longa trajetória na vida política, Nonato já atuou como secretário de segurança do Estado e até os seus últimos momentos de vida era filiado ao partido do Movimento  Democrático Brasileiro (MDB) no qual era pré-candidato a prefeitura de Iranduba e já liderava as intenções de votos, conforme pesquisas.