Nos pênaltis, Atlético Bahia Clube (ABC) garante título de campeão Amazonense de Futsal

O Atlético Bahia Clube (ABC) venceu o Real Futsal nos pênaltis e conquistou o título de campeão Amazonense de Futsal da Série Prata, na noite dessa terça-feira (06), no Arena Poliesportiva do Amazonas (Arena Amadeu Teixeira), zona centro-oeste de Manaus. O campeonato foi uma realização da Federação Amazonense de Futsal (FAFs) e contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Com a força da torcida, o Real Futsal, do bairro Alvorada, abriu o placar com um gol de cobertura de Thiago, camisa 11. Thiago percebeu o goleiro adiantado e aproveitou a oportunidade levando a torcida ao delírio ainda aos 12 minutos do primeiro tempo. Na sequência, Silvan camisa 10, tocou para Igor, camisa 9, que fez mais um para o Real.

Mesmo perdendo por 2 a 0, o ABC não deixou de ir pra cima. Atacou e fez mais chute a gol que o Real. Numa das tentativas, Leandro, camisa 10, diminuiu para o ABC que levou a empolgação e a raça para o segundo tempo.

Iniciado o segundo tempo, o ABC encontrou um Real mais acuado, na defensiva, enquanto isso o toque de bola e as tentativas de empate não cessarem. Foi numa dessas tentativas que, aos 12 minutos e 29 segundos, Kleber 13, empatou e levou a disputa para a prorrogação.

Com dois tempos de 5 minutos, nada foi feito pelos dois times, a não ser o incessante ataque do ABC que não se aquietou e deu trabalho para o goleiro do Real, Idelmario.

Para as cobranças de pênaltis, o Real Futsal convocou o Júlio camisa 5, Igor 9 e Thiago 11. Pelo ABC Leandro 11, Jefferson 4 e Jonathan 2. O Real começou batendo e converteu. Parecia que as energias não estavam a favor do ABC, Leandro bateu e foi na trava. Cobrado os três de cada lado e o saldo em 1 a 1. Aí foi a hora de chamar a responsabilidade para si. Então, Júlio do Real bateu e fez mais. Jonathan puxou a do ABC e também converteu. Os dois ainda fizeram mais dois gols e ficou tudo igual. Na última do “mano a mano”, o camisa 2 do ABC bateu consciente e deixou a bola quente para Júlio, que bateu no meio do goleiro e deixou o título para a equipe criada pelo ilustre Valdemar Bahia.

Perguntado qual o seu sentimento, pois pegou a bola e vestiu a responsabilidade do seu time, Jonathan disse que tinha uma explicação. “Eu não tenho palavras para distinguir este sentimento. Foi uma partida aguerrida, aliás, toda competição foi uma luta. Graças a Deus este grupo é unido e estamos felizes com este título para nosso atlético”, comentou.

Carlos Pereira, o Carlito, que é técnico da equipe campeã, cobriu o garoto de elogios. “Jonathan é um grande jogador e mostrou muita maturidade apesar da pouca idade. É um jovem promissor nesta modalidade. É este elenco foi montado para reerguermos o ABC do nosso querido Valdemar Bahia. Um dos tradicionais clube de Manaus, tem mais de 40 anos, e com este título vamos adiante na série Ouro”, disse Carlito.

De acordo com a superintendente da FAFs, Andreza Azevedo, este jogo foi reflexo de toda a competição que foi muito disputada. “A competição foi, do início até hoje, como vocês puderam ver, muito disputada. O duelo de hoje foi digno de duas equipes finalistas. O tradicional ABC que existe a muito tempo e voltou para o maior nível do futsal amazonense, que é a série Ouro, é o Real que, apesar se pouco tempo, já mostrou que veio para marcar. Agora, os dois sobem para a série Ouro”, comentou Andreza.

Fotos: Mauro Neto