Nova operação da PF mira em dono de empresa com contratos milionários na Seduc

Informações que chegaram ao Radar, dão conta de que Polícia Federal (PF) bateu, na manhã desta terça-feira (30), na porta do dono da empresa GH Macário Bento, Gustavo Henrique Macário Bento, que mora em um condomínio de Luxo na Morada do Sol, bairro Aleixo, zona Centro-Sul. Intitulada operação “Eminência Parda”, esta é mais uma fase da Maus Caminhos, que investiga os desvios milionários na saúde do Amazonas.

Gustavo é parente do empresário José Lopes, o ‘Zé Lopes’, ex-testa de ferro do ex-governador do Estado José Melo. Zé Lopes foi preso na Operação Ojuara, que desarticulou uma organização criminosa com atuação em crimes ambientais, lavagem de dinheiro e corrupção.

A empresa Macário, assim como denunciado pelo Radar, possui diversos contratos com o Governo do Amazonas. Entre eles, um contrato no valor de R$ 15,7 milhões feito sem licitação para fornecimento de alimentação, assinado pelo atual secretário de Educação, Luiz Castro.

Mas a empresa é velha conhecida do Governo, já que nos tempos de Amazonino Mendes, ela recebeu mais de R$ 33 milhões para o mesmo serviço.

Conforme o Radar apurou, além da casa de Gustavo, a PF foi até outras empresas ligadas a Zé Lopes, entre elas uma de xeróx, que seria comandada por um outro parente do empresário, identificado apenas como ‘Zé Monteiro’.

Mais informações em instantes.