Nova temporada Intercâmbio Cultural tem programação híbrida

Foto: Divulgação

Abre mais uma temporada do ‘Sexta Que Dança’ com programação totalmente gratuita e com a proposta de ‘’Intercambiar’’. O evento inicia nesta sexta-feira (27) e segue até o dia 18 dezembro, com transmissão pelo Youtube e pelo Zoom, além de duas performances presenciais em Manaus.

A iniciativa da artista independente e produtora cultural Francis Baiardi promove palestras, oficinas, apresentações artísticas, mostra de vídeodanças com o tema ‘’Corpo Experiência’’ e mesa de diálogo em parceria com renomados profissionais da dança brasileiros e internacionais.

As inscrições para as oficinas desta sexta-feira (27) devem ser realizadas pelo site Sympla, através do link bit.ly/sextaqdança.

As apresentações de dança serão transmitidas pelo Youtube, através do Canal Sexta Que Dança, no link bit.ly/canalqdança, e as performances presenciais serão realizadas no encerramento da temporada.

‘’O ‘Sexta Que Dança’, para mim, é um grande encontro de vidas e afetos, e representa a resistência dos profissionais de dança e da performance. É uma felicidade trazer aos holofotes tantos artistas talentosos do Brasil, do mundo, e principalmente do Norte, do Amazonas, pois da nossa terra, nascem grandes artistas’’, contou Francis Baiardi.

A apresentação dos espetáculos, em um modo fluído, é realizada pelos próprios criadores. Convidados a se expressar artisticamente, eles ocupam de forma integral o espaço cedido pelo projeto. ‘’A nova proposta segue um modo ‘ao vivo’ de (r)existir, apresentando uma ideia inédita de composição artística’’, ressaltou a idealizadora do ‘’Sexta Que Dança’’.

Intercambiando 

No sentindo de reinventar as formas de se fazer arte, o ‘’Sexta Que Dança’’ iniciou em julho deste ano um novo formato do projeto. Antes da pandemia de Covid-19, os eventos eram realizados de forma presencial, mas o momento exigiu novos olhares.

“O objetivo dessa iniciativa sempre foi promover a dança local e os artistas do Amazonas. Com o isolamento, nós abrimos espaço também para artistas de outros lugares, convidando talentos do mundo todo a estarem participando de modo virtual e ao vivo’’, ressaltou Francis Baiardi.

Assim, criando um diálogo com as quatro regiões do Brasil e com os países Argentina, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos, o evento ocorre de forma híbrida – presencial e virtual -, com o tema ‘’Intercambiando Internacional’’.

‘’É uma oportunidade de dialogar sobre arte contemporânea, criar laços criativos e afetivos, conhecer as produções de outras localidades, bem como ter uma conexão com a dança de forma interativa, orgânica e sensível’’, revelou a artista.

O ‘’Sexta Que Dança – Intercambiando Internacional’’ é realizado com apoio do Concurso-Prêmio Manaus Conexões Culturais 2020 – Dança – Lei Aldir Blanc, promovido pela Prefeitura de Manaus e pelo Governo Federal.

Corpo Experiência – Nesta sexta-feira (27), na abertura da temporada, a bailarina e coreógrafa Dudude (MG) é um dos destaques do evento. No espaço ‘’Corpo Experiência’’, quadro que convida artistas com mais de cinco décadas de experiência a realizarem uma vídeodança, Dudude apresenta ‘’Uma Xícara Azul’’.

Referência da arte corporal, Dudude atua desde os anos 70 na dança contemporânea, e foi convidada, em 2005, para se apresentar em Paris, no Ano do Brasil na França. No ano seguinte, apresentou-se na Copa da Cultura em Berlim, na Alemanha.

Em 2007, realizou uma turnê no Equador, e, atualmente continua desenvolvendo tanto um trabalho artístico quanto pedagógico, ministrando oficinas e cursos em diversas cidades do Brasil.

Acessibilidade – A acessibilidade do projeto também foi uma preocupação para a produção do ‘’Sexta Que Dança – Intercambiando Internacional’’. Todas as apresentações terão tradução em libras e audiodescrição, oferecendo para todos os corpos apreciadores da arte, a oportunidade de participar plenamente dos eventos.

Programação do Sexta Que Dança – Intercambiando Internacional

Dia 27 de novembro

9h às 12h – Abertura do evento com fala da diretora geral, Francis Baiardi, e mesa de debate com o tema ‘’A Arte na Amazônia – Inspirações da Terra’’, mediação de Jorge Kennedy e participação de Regina Maciel (AC), Léo Scant (RO/AM), Andréa Melo (RO) e Odacy Oliveira (AM/RO).

14h às 15h – Palestra ‘’Onde Mora Tua Criação?’’ de Rosangela Colares (PA)

15h às 18h – Oficina com o tema ‘’Dança e performance na perspectiva de uma composição coreográfica”, por Vagner Cruz (SP)

19h30 às 21h – Corpo Experiência: Vídeodança ‘’Uma Xícara Azul’’, de Dudude Herrmann (MG), e performances ‘’Corpo de Passagem’’, de Odete Machado (SP) e ‘’Titiksha’’ de Valeska Vaishinav (GO)

Ficha técnica

Direção geral: Francis Baiardi

Direção artística: Dimas Mendonça

Coordenação de produção: Rosana Brito Baré

Coordenação pedagógica: Cléia Alves

Edição coreográfica vídeodança: Osvaldo Rosa

Assistentes de produção: Geovane Carvalho, Magno Fr’esil e Inês Corsino

Intérpretes de libras e audiodescrição: Larissa Dantas e Raina Nascimento

Assessoria de imprensa: Ana Gadelha

Social Media: Inês Corsino

Designer: Rosana Brito Baré

Realização: Francis Baiardi