Novela da BR-319: dezoito deputados assinam moção de repúdio contra o IPAAM por emperrar recuperação da estrada

mesa diretora

Dezoito dos 24 deputados da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) assinaram uma Moção de Repúdio, aprovada em plenário, contra o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) por travar a retomada de obras em um trecho de 400 quilômetros da BR-319.

Segundo o vice-presidente da Casa, deputado Belarmino Lins, o IPAAM é hoje um órgão que,em vez de ajudar, promove ações prejudiciais ao desenvolvimento econômico do Estado, se recusando a conceder licenças a projetos importantes para o incremento do setor primário. “Isso só agrava a crise financeira dos municípios, com suas receitas cada vez menores”, diz o parlamentar.

Além de Belarmino Lins, outros deputados como Orlando Cidade (PTN), Alessandra Campelo (PCdoB), Bi Garcia (PSDB), Sabá Reis (PMDB), Adjuto Afonso (PP) , Ricardo Nicolau (PSD) e o presidente da ALEAM, Josué Neto (PSD), assinaram a Moção de Repúdio que lança fortes críticas à diretora-presidente do Ipaam, Ana Aleixo.

Conforme a Moção, “com a nova diretora-presidente tornou-se praticamente impossível conseguir uma licença ambiental junto ao IPAAM, que virou uma indústria de multas que amedronta e espanta os investidores. O Ipaam informou ao Dnit que não vai conceder a licença com relação a BR-319”.