Novo Capitão América nos quadrinhos será gay e protetor dos sem-teto

A Marvel anunciou que vai lançar em junho uma série limitada de quadrinhos com novas versões do Capitão América em comemoração aos seus 80 anos. O primeiro personagem a ser apresentado é Aaron Fischer, que é assumidamente gay.

Segundo comunicado à imprensa, Aaron é descrito como um adolescente destemido que protege desabrigados e se identifica como o “Capitão América das Ferrovias.”

“Aaron é inspirado por heróis da comunidade queer: ativistas, líderes e pessoas comuns que lutam por uma vida melhor”, disse o roteirista Joshua Trujillo. Ao lado da artista Jan Bazaldua, ele é responsável pela criação da nova versão do personagem.

“Ele representa os oprimidos e os esquecidos. Espero que sua história de estreia ressoe entre os leitores e ajude a inspirar a próxima geração de heróis”, completou Trujillo.

Bazaldua, que é trangênero, disse estar feliz por poder apresentar uma pessoa abertamente gay e ajudar aqueles que “são quase invisíveis para a sociedade. “Cap luta contra seres superpoderosos e salva o mundo quase sempre, mas o Aaron ajuda quem anda sozinho na rua com os problemas que enfrenta todos os dias. Espero que as pessoas gostem do resultado final”, afirmou.

Na história, que vai integrar a série “The United States of Captain America” (Os Estados Unidos do Capitão América), Aaron conta com a ajuda de outros personagens que já usaram o manto do Capitão em busca do escudo do herói, que foi roubado.