Numa Manaus com serviços públicos escassos, Prefeitura e Governo dão “show” de assistencialismo em ano eleitoral

Mulheres 1 capa

O cidadão vai numa unidade de saúde administrada pela Prefeitura de Artur Neto ou pelo Governo de Melo e não encontra medicamentos. Quando muito encontra dipirona. Verdade ou mentira, meu povo? Mas, se o cidadão for atendido num dos inúmeros mutirões assistencialistas que estão sendo realizados nos bairros da periferia da cidade pela Prefeitura de Manaus e pelo Governo do Estado em pleno período eleitoral – nessa hora eles não estão brigados não! – vai encontrar o remédio que bem entender.

E isso não é o Radar que está dizendo não! É a própria administração municipal que divulgou para a imprensa a realização, na comunidade Gilberto Mestrinho, na Zona Leste de Manaus, de mais um mutirão de um tal programa “Prefeitura + Presente”, onde a Prefeitura de Artur Neto “presenteia” com dinheiro público os cidadãos de Manaus com tudo que é serviço assistencialista, de corte de cabelo a consulta médica – aquelas que o médico tem raio-x no olho porque basta olhar, já sabe o que o paciente tem e passa o remédio. E por falar em remédio, isso é o que não falta nesses mutirões da prefeitura.

Olha o que diz a Prefeitura de Artur Neto: “Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, somente no local, 140 pessoas foram atendidas em clínica geral e mais 60 crianças passaram pela pediatria. Ao todo foram distribuídos 500 kits de saúde bucal, 105 dispensações de medicamentos – palavra complicada pra enganar leso que significa o mesmo que distribuição de remédio.

E enquanto a população de Manaus precisa de assistencialismo em época de eleição, unidades de saúde estão sendo desativadas, mesmo com a determinação do MPE (Ministério Público do Estado) e do MPF (Ministério Público Federal) pra que fosse suspenso o tal do “reordenamento” da saúde do Governo Melo. Entre estas unidades de saúde estão exatamente os Centros de Atenção Integral às Crianças (Caics).

Mulheres 3E não dá pra esquecer que, enquanto o Radar recebeu denúncia da dificuldade cidadãos para a retirada de carteiras de identidade nos PACs por falta do papel de cédulas para a confecção de carteiras, essas mesmas cédulas não estão em falta nos mutirões assistencialistas do programa “Prefeitura + Presente”. Veja o que diz a prefeitura de Artur Neto sobre isso: “Entre os serviços mais procurados, a emissão de documentos registrou 50 atendimentos da 1ª via de RG (também chamada carteira de identidade) e outros 41 para a primeira via de CPF”.

Segundo a prefeitura, os mutirões de atendimento estão sendo realizados por “29 órgãos municipais e estaduais” e ainda pelos “órgãos parceiros da Prefeitura de Manaus”. Entre eles, Defensoria Pública do Estado, Policia Civil, Polícia Militar – lá não tá faltando polícia não, né mesmo gente? E nos mutirões do prefeito, a Manaus Ambiental não some e atende todo mundo na maior boa vontade – porque será, hein?

E a Prefeitura de Artur anuncia que continuará fazendo seus mutirões assistencialistas de 15 em dias 15 dias. O próximo já está marcado, será dentro de uma escola, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), Prof. Carlos Frota de Medeiros, localizado no conjunto Viver Melhor I, bairro Santa Etelvina, zona Norte de Manaus. (Any Margareth)

Mulheres 2

Mulheres 4

Mulheres 5