Número de denúncias no MP aumenta quase 180% no primeiro semestre

Em sete meses, a Ouvidoria-Geral do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) recebeu 1811 denúncias envolvendo problemas diversos. O número representa um acréscimo de 178,19% comparado ao mesmo período do ano de 2018, quando foram 651 registros recebidos. Os dados constam em um relatório do órgão, divulgado nesta segunda-feira (19).

Segundo o relatório, até agora o mês de maio foi o que mais recebeu manifestações. Foram 457 no total, só no mês citado, seguido de 395 manifestações em abril, 372 em junho, 168 em fevereiro e 154 manifestações em março.

Em seis meses de levantamento também foram registradas 28 reclamações, seis pedidos de informações e 1.777 representações à Ouvidoria do órgão.

A  saúde lidera o ranking das denúncias na Ouvidoria com 246 manifestações. Na frente de casos envolvendo infância e juventude com 240 manifestações, idoso com 170, improbidade administrativa com 163, educação com 150 e crimes com 127 manifestações.

Canais

As manifestações chegaram via atendimento presencial e através do Disque Denúncia (0800 092 0500 / 0800 720 5100) ou por um dos números convencionais da Ouvidoria-Geral, pelo disque Direitos Humanos (Disque 100) e Disque 180 (333).  Também por e-mail ouvidoria@mam.mp.br e atendimento.ouvidoria@mpam.mp.br)  e por formulário eletrônico próprio da Ouvidoria-Geral (579), acessível em http://denuncia.mpam.mp.br ou http://ouvidoria.mpam.mp.br.

Além da possibilidade de serem entregues diretamente na sede do órgão, que fica na Av. Cel. Teixeira, 7995 – Nova Esperança Sede do MPAM, as manifestações podem ser feitas também em dois outros locais descentralizados:

Na Unidade Belo Horizonte, na Av. Belo Horizonte, no. 500 e Shopping Cidade Leste, na Av. Autaz Mirim (Grande Circular), 288 – Tancredo Neves, 3º piso. Em todas as unidades, o atendimento é realizado de segunda à sexta-feira, das 8h às 14h.

Com informações da assessoria do MP-AM.