O Brasil, mais uma vez, passando vergonha internacional!

Quando eu penso que já se viu de tudo do atual mandatário da Nação Brasileira, eis que surge um fato novo pra gente passar vergonha, mais uma vergonha internacional – de pensar que ainda tem gente no Brasil que não sente vergonha com isso não! E, dessa vez, não foi apenas “um mico”, como de costume, toda vez que Messias Bolsonaro abre a boca, foi um king Kong!

Quem puder me explicar sou toda ouvidos, como pode o presidente da República Federativa do Brasil, juntar representantes de diversos países para esculachar o sistema eleitoral do próprio país do qual ele é a autoridade máxima? Isso é muita humilhação gente!

É o mesmo que dizer que os brasileiros são tão incompetentes que não conseguem organizar seu próprio processo eleitoral e precisam da interferência internacional.

Foi isso que aconteceu quando o presidente Jair Messias Bolsonaro convocou embaixadores de mais de 40 países, para uma reunião realizada nessa segunda-feira (18), no Palácio do Alvorada sob alegação da necessidade de debater o sistema eleitoral brasileiro.

Vale destacar que o presidente usa um prédio público e toda a estrutura de governo que é bancada com dinheiro público para tratar de interesse político próprio – desacreditar o sistema eleitoral brasileiro, sem provas -, já que ele é candidato à reeleição.

E o pior é que ainda tem gente no Brasil que além de não sentir vergonha com os atos absurdos do presidente, também não vê nada de errado do povo brasileiro bancar a estrutura que é usada por Bolsonaro pra defender seus interesses eleitorais.

Só que o presidente finge demência ao sequer citar que, o mesmo sistema eleitoral contra o qual ele cria teorias da conspiração, é o mesmo que o elegeu e não impediu que vivêssemos os piores dias das nossas vidas.

Bolsonaro não teme as interferências externas no sistema de urnas eletrônicas, ele teme a derrota já no primeiro turno, derrota esta que ele mesmo tem construído.