O fiasco da passeata de Melo em Coari

Henrique passeata 1

Apesar do governador e candidato à reeleição José Melo ter como aliado o ex-prefeito Arnaldo Mitouso (PMN), pra quem deu a administração do Porto de Coari em troca de apoio, e do segundo colocado nas eleições de 2012 para a Prefeitura de Coari, o empresário Raimundo Magalhães, e do ex-prefeito de Coari, Rodrigo Alves – aquele que foi preso na Operação Vorax II e cassado pela Justiça Eleitoral -, além da maioria dos vereadores de Coari já terem declarado que estão com ele (Melo) e de não ter decretado intervenção do município para satisfazer a “turma do Adail” que quer continuar no Poder pra não perder a mamata, ou seja, apesar de estar todo mundo junto e embolado, uma simples passeata de apoio ao governador que foi organizada por todas essas “lideranças” políticas de Coari foi o maior fiasco e se tornou o principal assunto que corre de boca em boca – ou seria melhor dizer de boca em ouvido? – por toda a cidade, nesta quinta-feira (21).

Os RRs (Repórteres-Radar) lá de Coari se apressaram em mandar imagens e informações da tal passeata micha. Segundo eles, deu no máximo 500 pessoas. “E olha que foi utilizada toda a estrutura da Seduc (Secretaria de Estado da Educação) através da cabo eleitoral do governador, a coordenadora regional da Seduc, Marilene Andrade, que está usando a Seduc pra fazer campanha pra Melo”, conta um dos parceiros do Radar em Coari.

Talvez por isso, Melo nem deus as caras em Coari. Quem participou da passeata foi seu vice, o deputado federal, Henrique Oliveira, que aparecia sorrindo nas fotos mas, segundo os RRs, andou comentando com parceiros do Radar em Coari que achou pouco retorno pro que o governador já gasto e ainda vai gastar em Coari. (Any Margareth) 

Henrique passeata 3