O menor dos problemas de Wilson Lima e Carlos Almeida

Nunca aconteceu na história da política amazonense e vai continuar não acontecendo o impeachment de um governador do Amazonas na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam). Por 12 votos favoráveis ao arquivamento, o mesmo que metade dos parlamentares da Casa, o impeachment de Wilson Lima e Carlos Almeida foi mandado para o arquivo morto, mas bem morto mesmo.

Wilson Lima, com certeza, respirou aliviado, mas há quem diga que o processo de impeachment é o menor dos problemas de Wilson Lima e de seu vice, Carlos Almeida.

Como não resisto a um trocadilho, Wilson Lima pode precisar de um “respirador” – desses que não se compra em loja de vinhos –  pra conseguir respirar nos próximos dias, mesmo uma fonte federal tendo contado aqui ao pé do ouvido de euzinha, Any Margareth, que um conhecido empresário, daquele tipo que está entranhado em todos os governos e que possui articulações das mais influentes em Brasília, esteja fazendo o que a gente chama de “vender ate a alma ao diabo” pra livrar o governador das garras do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Mas, há sinais no nosso Radar que a tempestade vai chegar novamente nos próximos dias com informações que, se vierem à tona, vão fazer a compra de respiradores superfaturados parecer apenas uma gota num oceano, ou seria melhor dizer uma gota numa adega de bebidas?