O Mestre dos Magos e o Fada do Dente

Melo-Fada do dente

E como no Mundo do Faz de Contas tem personagem de todo tipo pra fazer mágica a mando do Mestre dos Magos, já que a única magia que ele se resume a fazer é “puf”, desaparecer diante de qualquer dificuldade, mandaram buscar o Fada do Dente, aquele personagem igualzinho o do filme que faz desaparecer dente de criança, debaixo do travesseiro, e troca por um dólar – isso no filme norte-americano porque, na versão local da estória, só aparece uns míseros centavos já que a Fada do Dente não pode gastar com essas coisas de sonho infantil.

Mas, voltando a nossa fábula do Mundo do Faz de Conta, o Mestre dos Magos quis fazer uma troca com o Fada do Dente, onde lhe daria alguns milhares de dólares, e nem precisava tirar dentes de criancinha, bastando fazer aparecer voto pra ele conseguir atingir uma tal de  “segunda dimensão”, também chamada de “Segundo Turno”, onde teria ainda alguma chance de não ter que fazer um “puf final”, e  desaparecer do mundo politico, indo parar lá onde tudo começou, nas barrancas de uma cidade chamada Ipixuna, que ele insiste em chamar de Eirunepé. E desta vez, teria que virar professor de verdade, indo parar numa sala de aula, que na visão do Mestre dos Magos é pior do que ter que enfrentar milhares de Vingadores.

E aí, o Fada do Dente fez lá seus encantamentos, deixando o Mestre dos Magos acreditando que vai atingir o tal do Segundo Turno. E quanto mais o Mestre dos Magos tá feliz, mais ele faz aparecer ouro, sonhando que nunca mais terá que fazer “puf” e desaparecer. (Any Margareth)