O pesado jogo da sucessão na Assembleia Legislativa e Câmara Municipal

bosco-neto

Na Câmara Municipal de Manaus (CMM) tem gente que vai deixar a cadeira de presidente, mas quer continuar mandando (e desmandando). Por isso, Bosco Saraiva decidiu “vender” a ideia para o prefeito Artur Neto que o melhor pra ele (Artur) é escolher Sildomar Abtibol para presidente do Legislativo. Sabe aquela estória que, após as eleições de outubro, parece estar em alta, de que a melhor escolha é pelo cara bonzinho, honesto, equilibrado, que não briga com ninguém, que enche os outros de sorrisos e tapinhas nas costas? Pois é, lá vem essa estória de novo! Desta vez ela virou ladainha de Bosco no ouvido do prefeito. Mas, dizem fontes do Radar, que o que ele (Bosco) quer mesmo é que continue tudo como dantes no quartel de Abrantes. Bosco acha que elegendo seu candidato vai continuar mandando, mesmo indo lá pra Assembleia Legislativa do Estado – ele foi eleito deputado estadual. Aí não precisará se preocupar com ninguém fuçando suas contas, suas nomeações, seus atos durante esses dois anos em que esteve na presidência e, questionando sua administração. Ao mesmo tempo, continua tendo seus cargos na Casa – até porque a quantidade de cargos na Assembleia para cada um dos deputados com certeza não é suficiente pra abrigar todo mundo que Bosco Saraiva tem na folha da Câmara. E ainda deixa por lá, parte de seus diretores que não querem “largar o osso” de jeito nenhum – tipo o procurador da Casa e o diretor financeiro que se articulam mais do que os presidenciáveis.

E Artur?

E o prefeito Artur Neto (diz que) chegou até a comprar a ideia de Bosco, pensando no fato de que Sildomar Abtibol é do PROS do governador recém reeleito, José Melo, para quem ao escolher Sildomar estaria acenando com a permanência de união, da tal de ação conjunta, que tem ajudado – e não é pouco não – com obras e milhões de reais que não existem nos cofres da Prefeitura – e não existem também nos cofres do Estado mas Melo está fazendo aparecer na base de muito empréstimo que vai ser pago pelos bestas aqui, o Zé Povinho. Mas Artur, que está mais pra Maquiavel do que pra Pequeno Príncipe já não está lá muito satisfeito porque passou a eleição, e está todo endividado, e Melo já mandou recado que o Estado não tem dinheiro pra nada, muito menos pra dar pra Prefeitura. Além disso, é lógico que o prefeito pensa no fato de colocar como presidente do Legislativo um correligionário do governador, e Melo é ligado a Omar, que tem como esposa Nejmi Aziz que, segundo ela própria, está de olho na cadeira de prefeito de Manaus. E aí, será que dá pra confiar cegamente nos aliados das eleições de outubro?

Insatisfaçao

Mesmo com todas essas articulações em torno da escolha do presidente da CMM, a eleição na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) está bem mais tempestuosa do que na Câmara, e do que tem se visto nas últimas legislaturas. O “bom e humilde filho de seringueiro” que, segundo antenados parceiros do Radar, teria prometido que, caso fosse reeleito governador, Josué Neto permaneceria na presidência da Casa parece que decidiu manter distância do processo eleitoral, não toma qualquer decisão sobre a presidência da Casa, e jogar seu fiel escudeiro aos leões. E o pior é que os leões mais ferozes parecem estar na própria bancada do Governo.

O mais enfurecido deles parece ser o próprio líder do Governo, deputado Sidney Leite, que não parece estar muito afim de trocar a presidência da Assembleia Legislativa por uma secretaria (Secretaria de Produção Rural) com orçamento minguado, que é a primeira a ser deixada de lado a nível de investimentos toda vez que o governo se vê sem dinheiro. Numa dessas “jogadas pesadas” que mais parece carrinho por trás em jogo de futebol, a turma do próprio governo fez o deputado Davi Almeida, que também é da chamada base aliada – com uns aliados como esse quem precisa de inimigo? – ficar sabendo que o que foi prometido pra ele, também teria sido prometido para o próprio líder do governo: a cadeira de presidente, no segundo biênio dessa Legislatura – se isso realmente foi prometido e por quem, isso eu não sei, viu gente?. O que sei é que essa informação provocou a maior celeuma e lá estava Josué Neto rodeado de leões ávidos por pularem em seu pescoço!