“O que precisamos é de um diagnóstico de como está o Estado”, explica vice-governador eleito

O vice- governador eleito, Carlos Almeida, após o anúncio da entrega do documento para o secretário de Fazenda, Alfredo Paes, com os nomes que compõem as subcomissões de transição, explicou que a função maior dessas subcomissões é de fazer um diagnóstico de como está o Estado para que possa encontrar possíveis soluções para os problemas das diversas áreas da administração pública  A Comissão de Transição do governador eleito, Wilson Lima, formalizou, nesta terça-feira (13), os nomes que irão compor as subcomissões.

Carlos Almeida, destacou que os diagnósticos fornecidos pelas subcomissões servirão de base para estruturar o futuro corpo do secretariado do Executivo Estadual. “São oito subcomissões em áreas estratégicas e cada uma possui três representantes, mas isso não impede tanto por parte do governo eleito quanto da administração atual que haja consulta a diversos outros profissionais que possam colaborar com mais expertise técnica. O que precisamos dessas subcomissões é um diagnóstico de como está o Estado para que possamos encaminhar para o futuro secretariado as possíveis soluções”.

Os trabalhos de ampla análise de contratos, despesas, receitas e projetos em andamento do Governo do Amazonas iniciam nesta tarde. As equipes estão divididas em oito áreas estratégicas e devem fornecer as informações para as coordenações de transição até o dia 28 deste mês. O relatório final, com o levantamento de informações e diagnósticos da situação fiscal e orçamentária do Governo do Estado, será divulgado no dia 13 de dezembro deste ano.

Comissões

A Comissão de Transição de Wilson Lima vai ser coordenada pelo administrador e especialista em políticas públicas, Humberto Laudares, pelo vice-governador eleito, Carlos Alberto Almeida Filho (PRTB), e pelo deputado estadual Luiz Castro (Rede). Integram a equipe de Amazonino Mendes, o secretário de Estado da Fazenda, Alfredo Paes dos Santos, o secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato Guimarães, e o secretário de Estado da Casa Civil, Arthur Cesar Lins.

Subcomissões

Saúde

– Daniele Reis de Araújo Magalhães

– Manoel Jesus Pinheiro Coelho

– Ezequias Nascimento dos Santos

Educação

– Joésia Moreira Julião Pacheco

– Luiz Fabian Pereira Barbosa

– Darling Katiuscia de Goes Borges

Segurança

– Cel. Louismar de Matos Bonates

– Emília Ferraz Carvalho Moreira

– Fabiano Machado Bó

Social

– Maria Joseilda da Silva Pinheiro

– Caroline Braz Germano Ribeiro Penha

– Marcia de Souza Sahdo

Planejamento

– Rodemark Nunes Castelo Branco

– Lucio Meirelles da Silva Bezerra de Menezes

– Niro Higushi

Infraestrutura

– Odenilson Roberto Azevedo Serique

– Marcellus José Barroso Campêlo

– Rosilene Silva de Medeiros

Economia

– Alex Del Giglio

– Alessandro Moreira Silva

– Dario José Braga Paim

Sistema produtivo

– Petrúcio Pereira Magalhães Júnior

– Thomaz Antônio Perez da Silva

– Eduardo Costa Taveira