O Radar abre a caixa de Pandora das eleições no Amazonas

Não resisto em fazer aquilo que, um dia, teria feito Pandora a primeira mulher criada por Zeus, segundo conta a mitologia grega. Pandora ganhou uma caixa, na verdade um jarro, com todos os males do mundo, que estaria proibida de abrir. Porém, não resistiu a curiosidade e abriu a caixa, deixando escapar todos os males do mundo para a humanidade. No caso que vou contar, a “caixa” é de um grupo político composto por um senador do Amazonas, um membro do Governo do Estado que quer ser candidato a prefeito e ainda um veículo de comunicação local. Assim como a caixa de Pandora, esta outra “caixa” também está cheia de males que estão sendo usados, um após outro, com interesses exclusivamente político-eleitorais.

Foram retirados da caixa os males da perseguição, da traição, da prepotência, da inveja e até maldades dos tempos modernos como notícias falsas (mais conhecidas por Fake News), para atacar candidaturas como a de Josué Neto para prefeito de Manaus. Ele foi impedido de sair do partido, o PSD, sob o risco de perder o mandato acusado de infidelidade partidária. O mesmo que aconteceu com David Almeida na eleição passada para o governo e no mesmo partido, o PSD, lembram?

O por falar em David Almeida, ele é mais um que está na mira da trupe da maldade e de sua caixa eleitoral. Está em curso um plano com o uso de todos os recursos, – estou falando de todo tipo de recurso mesmo! – para inviabilizar a candidatura a prefeito de quem já apareceu várias vezes liderando as pesquisas de opinião pública, o ex-presidente da Assembleia e ex-governador interino, David Almeida.

As articulações do mal estão sendo feitas junto aos dirigentes do Avante, sigla partidária que David Almeida preside no Estado, e têm como objetivo retirar, na marra, o partido de David Almeida, de preferência o mais próximo possível do pleito eleitoral, tornando assim a candidatura de David impossível. Isso é muito temeroso de acontecer já que o Avante, no apagar das luzes da campanha para o governo também se retirou, sem mais nem menos, da coligação de David Almeida.

Mas, da caixa de maldades desse grupo político, não escapa sequer aquele que já foi líder da grande maioria dos políticos dessa terra, o ex-governador Amazonino Mendes que, vira e mexe, sofre ataques pelas redes sociais. Coincidentemente – será meu povo? – Amazonino se alterna com David Almeida na liderança de pesquisas de intenção voto. Para quem entende nem que seja um pouquinho desse jogo político, os ataques têm o mero intuito de desgastar uma possível candidatura de Amazonino nas eleições para prefeito.

Mas o alvo preferencial desse grupo da caixa de maldades eleitoral tem sido o prefeito Arthur Neto que é visto como forte candidato a ficar com a única vaga ao Senado Federal que estará em disputa em 2022, o que significaria que o membro do grupo e atual senador que ocupa essa vaga estaria fadado a derrota.

Mas, para esse grupo, há outra má intenção. Desgastar Arthur publicamente para que ele não possa eleger seu sucessor.

Então, da “caixa” foram retirados os piores males de destruição para Arthur, inclusive uma teia de maldades que atinge a família, o calcanhar de Aquiles de qualquer ser humano. A ordem é destruir Arthur moralmente, emocionalmente e, consequentemente, fisicamente, já que como se sabe está tudo interligado na vida de qualquer pessoa.

Para garantir que as maldades deem certo, um veículo de comunicação é o instrumento da disseminação da maldade.

 É por isso que o Radar resolveu mostrar os males dessa “caixa” política pra quem sabe assim alertar o povo do bem que não se iludam com as maldades momentâneas porque o bem sempre vence e o mal se volta contra quem praticou.