OAB terá Semana da Mulher com ‘apitaço’ e palestra sobre direitos femininos

Cartaz_A3_conviteA Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB/AM) lança no dia 8 de março a Semana da Mulher. Serão três dias de atividades voltadas para os direitos femininos. Durante este período, haverá a realização de palestras e ações como o apitaço do projeto “A Ordem é Quebrar o Silêncio”.

A Semana é resultado da união de esforços da vice-presidente da OAB/AM, Adriana Mendonça, e da Comissão da Mulher Advogada. Segundo Adriana, o objetivo do projeto é levar às mulheres que não são advogadas informações sobre os direitos femininos. “Nosso trabalho é alertá-las para a violência que podem sofrer dentro de casa, no ambiente de trabalho e até mesmo no transporte público. Vamos também divulgar os números para denúncia e orientar as mulheres sobre os direitos que têm quando se sentirem ameaçadas”, contou.

A programação terá início no Dia Internacional da Mulher, terça-feira (8), na sede da OAB, com a palestra “A Ordem É Quebrar O Silêncio” – ministrada pela vice-presidente da Ordem. Em seguida, a advogada e jornalista Luziane Figueiredo realizará a palestra “Olhar da Mídia sobre as Mulheres”. O encontro discutirá o papel da mídia na divulgação correta da imagem do que é ser mulher. De acordo com a presidente da Comissão, Maria Gláucia Barbosa, a palestra visa lutar contra a objetificação de mulheres.

“Vamos abordar o olhar da mídia sobre nós e a importância da comunicação no sentido também de promover a igualdade de gênero e respeito aos direitos femininos. É uma forma de contribuir pra que a sociedade venha a lutar e formar opinião”, disse ela. A palestra será gratuita e com certificação de dez horas complementares.

Nos dias 10 e 11 de março, haverá atendimento jurídico gratuito na Delegacia da Mulher, localizada na Av. Humberto Calderaro. A ação será realizada entre 8h e 16h. Às 18h do dia 11, haverá uma homenagem às advogadas locais e de outros municípios do Amazonas na sede da OAB/AM.

Uma das principais ações será o “apitaço” promovido pelo projeto “A Ordem É Quebrar o Silêncio”, no dia 14 de março, no Terminal 4. Segundo Gláucia, a distribuição de apitos faz parte do novo projeto fixo da OAB. “Essa campanha trará o apito para chamar a atenção e mostrar às mulheres que elas devem quebrar o silêncio em situações de ameaça. Com o apito, esperamos que ela possa intimidar essa possível violência”, explicou, ressaltando que a ação acontecerá frequentemente em diversos pontos da capital.

Sobre a escolha do local, a presidente da comissão afirmou que a escolha foi realizada após analisar dados sobre o número de abusos contra a mulher em Manaus. “A Zona Norte possui um dos mais altos índices de violência contra a mulher. O terminal de ônibus é um lugar muito movimentado, então queremos aproveitar isso para chamar a atenção das pessoas para esse problema”, contou.