Obras da AM-070 estão paradas; presidente da Assembleia vai cobrar explicações

 

 

As obras de duplicação da rodovia estadual AM-070, que avançaram 17 quilômetros de maio a setembro do ano passado, no governo interino de David Almeida, estão paradas há cerca de cinco meses. Essa constatação foi feita pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado David Almeida, que disse ainda estranhar o fato da paralisação do serviço já que deixou em caixa R$ 402 milhões destinados a realização dessa obra de infraestrutura.

Ao se deparar com a paralisação dos trabalhos, de passagem por Manacapuru, o deputado afirmou que vai cobrar no parlamento explicações do Estado, sobre o por que o governo parou as obras de duplicação e asfaltamento da rodovia estadual AM-070, mais conhecida como a Manuel Urbano, que liga Manaus a Manacapuru.

“Eu vou fazer um expediente à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), solicitando informações do por que pararam a obra. Inclusive, nós deixamos em caixa R$ 402 milhões para asfaltar essa estrada”, afirmou David. Ele lembrou ainda de recursos para recuperar o asfaltamento da sede da cidade de Manacapuru.

“Na nossa gestão nós tínhamos ainda recursos já carimbados, na ordem de R$ 21 milhões para recuperar as ruas de Manacapuru. E esse dinheiro também já está em caixa, o que mostra o problema que temos no Estado do Amazonas dos governantes só atuarem na época das campanhas eleitorais e o povo fica sofrendo durante os quatro anos”, avaliou o parlamentar.

David disse que não entende o motivo para paralisar a obra de duplicação da estrada. Na viagem de visita à Manacapuru, ele contou que viu a estrada do jeito que deixou quando saiu do governo, no início de outubro de 2017. “Depois que saímos do governo, o Estado não mexeu mais em nenhum metro de asfalto. Eu vi algumas máquinas na pista para fazer um reparo nos buracos entre os quilômetros 40 e 50. Mas a duplicação da estrada parou”, explicou.

O presidente da Aleam lembrou ainda que, inclusive a sua administração deixou prontas as armações para que se pudesse fazer a duplicação da ponte do Ariaú. “Agora já fazem cinco meses que eu saí e esses 17 quilômetros que a minha gestão fez, á poderiam ter sidos multiplicados por mais 25 ou 30 quilômetros. Portanto, a estrada de Manacapuru já poderia estar muito mais avançada”, observou David.

O deputado apontou também que, com vontade política é possível avançar além da estrada principal, como fez no ramal do Arapapa. “Nesse ramal nós conseguimos concretar oito quilômetros de estrada, onde a realidade da chuva era muita lama e no sol era só poeira, nós mudamos aquela realidade”, disse.