Obras de Verão levam melhorias para moradores da zona Leste

 

O Plano de Obras de Verão avança e já alcançou mais de quatro mil vias em todas as zonas da cidade. O projeto leva dignidade aos moradores das comunidades mais afastadas, como nos bairros Cidade de Deus e Braga Mendes, na zona Leste da capital, que recebem cerca de 340 metros de nova tubulação. As ações de drenagem e macrodrenagem, realizadas pela Prefeitura de Manaus, garantem segurança e qualidade de vida.

A dona de casa Terezinha de Jesus, que mora no beco Cristal, no Braga Mendes, diz que a obra na frente da sua casa é como ter um sonho realizado. “Eu sou hipertensa e, caso passe mal e precise de socorro, a ambulância pode vir até a frente da minha casa. Esperei por esse serviço por muito tempo. É um sonho realizado”, declarou.

As ações da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) acontecem, simultaneamente, nos becos Cristal e Estanio, com 280 metros de drenagem profunda, com tubos de 60 milímetros de diâmetros, interligados por sete caixas coletoras. Os trabalhos, que darão fim aos alagamentos no local, continuam até a próxima semana. No local, também será feito aterro, terraplanagem e aplicação de camada asfáltica em todas as áreas.

Já na rua Santa Rosa, no bairro Cidade de Deus, o trabalho é de extensão da rede de drenagem, além da construção de uma caixa coletora. O diretor do Distrito de Obras da Cidade de Deus, Milson Souza Michele, ressalta que é determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto para que as equipes de infraestrutura realizem um trabalho de qualidade e em tempo hábil. “É muito bom ouvir dos moradores que o trabalho está sendo bem feito. É gratificante e motivante para continuar na missão dada pelo prefeito Arthur Neto”, afirma.

Everton Jone da Silva, morador da rua Santa Rosa, comenta que o antigo problema de acúmulo de lixo no local já foi resolvido e o serviço que está em andamento já demonstra muito resultado. “São mais de 20 famílias que moram nessa área e eu estou muito feliz e os meus vizinhos também. Agora, precisamos aprender a preservar tudo isso”, finaliza.