Obras paradas, programas sociais desativados e o Governo pagando precatórios, reclama Chico Preto

obras paradas

“O deputado estadual Marco Antônio Chico Preto (PMN/AM), presidente da Comissão de Obras, Patrimônio e Gestão da Assembleia Legislativa, apresentou na terça-feira, 20, um balanço das recentes viagens ao interior e afirmou que as inúmeras obras paradas e inacabadas em vários municípios evidenciam a falta de compromisso do Governo do Estado com o dinheiro público.

Chico Preto cobrou, também, uma posição firme do governador José Melo e a recuperação imediata dos R$ 100 milhões depositados pelo Governo do Amazonas em uma conta especial do Tribunal de Justiça (TJAM) para pagar, de forma antecipada, um precatório à Construtora Andrade Gutierrez, que tinha vencimento da primeira parcela apenas em 2015 – e mesmo assim a legalidade desse acordo está sendo questionado pelo MPE e pelo CNJ.

“Depois de constatar o atraso registrado nas obras prometidas, e dos empreendimentos inacabados podemos dizer que o Governo do Amazonas não tem o devido controle das obras públicas em nosso estado”, argumentou. “Muitas obras não estão tão bem quanto se propaga”, assegurou, lembrando que o pagamento antecipado desse precatório está comprometendo a execução de políticas públicas.

Para exemplificar Chico Preto disse dispor de informações seguras dando conta da suspensão das ações de programas de importante cunho social como, por exemplo, do “Bom de Bola”, de assistência a jovens, e do “Vida Ativa”, de atenção aos idosos.

Chico Preto disse acreditar que muitas promessas não serão cumpridas e o próximo governo enfrentará problemas para cumprir os contratos anunciados e firmados pela atual administração estadual, que enfrenta dificuldades para executar o orçamento e também não dispõe do tempo necessário à realização das inúmeras obras prometidas.

O deputado também criticou a administração estadual por não dar transparência à aplicação do dinheiro em obras no interior do Amazonas e omitir, de forma sistemática, informações solicitadas sobre as ações das secretarias de Infraestrutura, Saúde e Educação.