Omar e Braga inauguram UPA e maternidade em Tabatinga

InauguracaoTabatingaO Município de Tabatinga, distante a 1.108 quilômetros em linha reta de Manaus, na região do Alto Solimões, ganhou, nesta quinta-feira (27), duas importantes unidades de saúde: a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas e a Maternidade Celina Villacrez Ruiz.

Presente ao ato de inauguração, junto com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, e o governador Omar Aziz, além de deputados federais e estaduais, o senador Eduardo Braga (PMDB) comentou sobre as novas unidades de saúde.

“Um dos nossos compromissos, quando eu e Omar éramos governador e vice-governador, era construir um hospital e uma maternidade aqui na região do Alto Solimões para que as famílias de brasileiros não tivessem que ter seus filhos em Letícia, na Colômbia”, lembrou Eduardo Braga.

O senador destacou a importância da construção de uma boa infraestrutura na área da saúde e ressaltou que agora a tarefa é contratar médicos especialistas para trabalhar nas novas unidades.

“Conseguimos aprovar, recentemente, com o apoio da presidenta Dilma Rousseff, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 122, que autoriza os governos e prefeituras a contratarem médicos militares para trabalhar no setor público de saúde. Agora, especialistas das Forças Armadas, que hoje trabalham nos hospitais militares, podem ter um segundo contrato de trabalho e atender as pessoas e salvar vidas nos hospitais públicos de todo o Brasil”, explicou o senador.

O complexo hospitalar que agrega a UPA 24 Horas e a Maternidade Celina Villacrez Ruiz conta com 45 leitos, sendo 25 destinados à maternidade e outros 20 na estrutura de atendimento de urgência da UPA, que é a primeira unidade do tipo no interior do Estado.

Na solenidade de inauguração da UPA e da Maternidade de Tabatinga, também foi lançado o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) Regional do Alto Solimões. O evento também contou com a entrega de ambulâncias e unidades móveis fluviais (“ambulanchas”), que vão compor a frota de remoção de pacientes.

Implantado em parceria com o Ministério da Saúde, o novo Samu Fluvial vai abranger os nove municípios do Alto Solimões (Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Fonte Boa, Jutaí, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tonantins e Tabatinga). Cada um deles recebeu uma ambulância e uma “ambulancha”, para assegurar o acesso das comunidades ribeirinhas ao serviço.

De acordo com o ministro Arthur Chioro, a equipe do Ministério da Saúde teve todo o cuidado de adaptar a UPA 24 Horas para a realidade da região do Alto Solimões.

“Temos uma experiência muito bem sucedida no interior de São Paulo, mas tínhamos a certeza de que se aplicássemos o mesmo modelo aqui no Amazonas não daria certo, pois a região tem as suas particularidades. Por isso nossa equipe adequou o projeto para as necessidades do povo local, para atender as demandas específicas da população da região”, explicou o ministro, informando que o modelo também será implantado em outros municípios do Amazonas.